A MODALIDADE FACULTATIVA NO PORTUGUÊS DO CARIRI: UMA ABORDAGEM DISCURSIVO-FUNCIONAL

  • Liliane Viana Lima
  • Nadja Paulino Pessoa Prata

Resumo

A modalidade facultativa está ligada às noções de condições físicas/circunstanciais, habilidades
e capacidades (HENGEVELD; MACKENZIE, 2008). Com base nos pressupostos da Gramática
Discursivo-Funcional (HENGEVELD; MACKENZIE, 2008), objetivamos descrever e analisar
as possíveis relações existentes entre os tipos de modalidade facultativa e seus meios de
expressão no português falado no Cariri, tendo em vista os elementos do Componente
Gramatical, mais especificamente os relativos aos Níveis Representacional e Morfossintático.
Para isso, utilizamos uma amostra do corpus do PROFALA, referentes à fala do cearense,
composto por 60 entrevistas do tipo DID. Após a análise quali-quantitativa, chegamos aos
seguintes resultados: (i) o alvo de avaliação mais recorrente foi o ‘orientado-para-o

participante’, em 97,6% dos casos; (ii) a ‘modalidade facultativa orientada-para-o participante” relaciona-se ao subtipo ‘adquirida’; (iii) os meios de expressão mais usado para manifestação da ‘modalidade facultativa orientada-para-o-participante’ foram os verbos

‘poder’, ‘saber’ e conseguir’. Por fim, com a discussão dos resultados finais encontrados,
esperamos contribuir com a descrição e análise da modalidade facultativa no português do
Cariri.
Palavras-chave: Gramática Discursivo-Funcional; Modalidade Facultativa; Português Falado no
Cariri.

Publicado
2019-10-08
Como Citar
VIANA LIMA, L.; PAULINO PESSOA PRATA, N. A MODALIDADE FACULTATIVA NO PORTUGUÊS DO CARIRI: UMA ABORDAGEM DISCURSIVO-FUNCIONAL. Revista de Letras, v. 2, n. 38, 8 out. 2019.