ENTRE PERDAS E GANHOS: A ADAPTAÇÃO CINEMATOGRÁFICA DO CONTO “O NEVOEIRO”, DE STEPHEN KING

  • Charles Albuquerque Ponte

Resumo

RESUMO: Este trabalho objetiva discutir os recursos narrativos utilizados pelo diretor Frank Darabont na adaptação cinematográfica do conto “O Nevoeiro”, de Stephen King. Através das teorias contemporâneas de adaptação cinematográfica, como as apresentadas por Diniz (1998) e Stam (2000), derivadas do conceito de dialogismo bakhtiniano (BAKHTIN, 2015; 2016), as escolhas estilísticas do texto-fonte, incluindo ponto de vista e caracterização de personagens, serão cotejadas aos recursos narrativos fílmicos utilizados para comunicar sentidos visuais, como angulação de câmera e escolha de planos, de modo a construir um paralelo das formas comunicativas nas duas mídias. Resta, como conclusão, a constatação da independência de cada mídia e como é ultrapassada a utilização de conceitos como fidelidade, que permeava os trabalhos de teóricos tradicionais, como Bluestone (1957).

Palavras-chave: Adaptação cinematográfica; Stephen King; Frank Darabont; “O nevoeiro”.

Publicado
2020-06-03