[1]
M. Sales e M. Lança, “A matriz colonial de poder e o campo da arte”, VAZ, vol. 3, nº 1, p. 17-39, jun. 2019.