PRELIMINARY STUDY ON CELLULOLYTIC ACTIVITY OF Neoteredo reynei (BARTSCH, 1920) (MOLLUSCA: BIVALVIA: TEREDINIDAE)

  • Ana Fontenele Urano Carvalho Profa. Associada do Departamento de Biologia da Universidade Federal do Ceará.
  • Davi Felipe Farias Aluno de graduação em Ciências Biológicas da Universidade Federal do Ceará
  • Daniel Amorin Oriá Fernandes Aluno de graduação em Ciências Biológicas da Universidade Federal do Ceará
  • Lady Clarissa Brito Rocha Bezerra Aluno de graduação em Ciências Biológicas da Universidade Federal do Ceará
  • Liana Rodrigues Queiroz Aluno de graduação em Ciências Biológicas da Universidade Federal do Ceará
  • Marina Gomes Viana Aluno de graduação em Ciências Biológicas da Universidade Federal do Ceará
  • Fernanda Araújo Paes Aluno de graduação em Ciências Biológicas da Universidade Federal do Ceará
  • Hortência de Sousa Barroso Aluno de graduação em Ciências Biológicas da Universidade Federal do Ceará
  • Paulo César Medeiros Mesquita Alunos de graduação em Ciências Biológicas da Universidade Federal do Ceará
  • Vânia Maria Maciel Melo Profa. Adjunta do Departamento de Biologia da Universidade Federal do Ceará.
  • Cristina de Almeida Rocha Barreira Profa. Adjunta do Instituto de Ciências do Mar (LABOMAR) da Universidade Federal do Ceará
Palavras-chave: Neoteredo reynei, celulase, simbiontes, digestão, atividade celulolítica.

Resumo

Este trabalho objetivou avaliar a presença de atividade celulolítica na microbiota isolada do trato digestório de Neoteredo reynei e a presença de atividade celulolítica intrínseca do próprio animal. Para investigar atividade celulolítica na microbiota gastrintestinal de N. reynei, os moluscos foram dissecados assepticamente e amostras tanto do epitélio quanto do conteúdo gastrintestinal foram coletadas e, posteriormente, inoculadas em placas de ágar nutritivo para isolamento das colônias microbianas. Já para investigar a presença de atividade celulolítica intrínseca ao animal, alguns espécimes tiveram seu corpo dividido, arbitrariamente, em quatro regiões (região da concha, região anterior do ceco, região posterior do ceco e região das paletas) que se constituíram em quatro diferentes amostras. De outros espécimes foi coletado o conteúdo gastrintestinal para obtenção de uma quinta amostra (lúmen). Todas as amostras foram esterilizadas através de tratamento com os antimicrobianos tetraciclina e cetoconazol e, posteriormente, maceradas e submetidas à extração a frio com solução tampão fosfato de sódio 0,1 M, pH 6,0 (1:1; p/v) por 4 h. Em seguida, os extratos foram filtrados e centrifugados, sendo o sobrenadante utilizado nos ensaios. O ensaio de atividade celulolítica foi realizado em placas de ágar celulose pelo método de difusão radial. Quatro dos cinco isolados microbianos caracterizados mostraram atividade celulolítica. Da mesma forma, todas as amostras estéreis das secções do corpo do animal e do conteúdo gastrintestinal de N. reynei apresentaram atividade celulolítica. Assim, tanto a microbiota do hospedeiro quanto o próprio molusco parecem estar envolvidos na digestão da celulose.
Publicado
2010-11-01
Seção
Artigos originais