CARACTERIZAÇÃO DA ICTIOFAUNA EM TRÊS CANAIS DE MARÉ DO ESTUÁRIO DO RIO PACIÊNCIA, ILHA DE SÃO LUÍS, ESTADO DO MARANHÃO

  • Milton G. Silva Júnior Universidade Federal do Pará
  • Antônio Carlos L. Castro Universidade Federal do Maranhão
  • Ulrich Saint-Paul Leibniz Center for Tropical Marine Ecology
  • Heliene Leite Ribeiro Porto Universidade Federal do Maranhão
Palavras-chave: Ictiofauna. Canal de maré. Gradiente estuarino. Estado do Maranhão.

Resumo

Os canais de maré de ecossistemas estuarinos funcionam como importantes áreas de refúgio, alimentação e crescimento para várias espécies de peixes. Este trabalho teve como objetivo determinar as distribuições espaciais e temporais da ictiofauna e explicar as características comportamentais e ecológicas das principais espécies que ocupam os canais de maré estudados. As pescarias foram realizadas bimestralmente entre janeiro/2006 e setembro/2007 durante a maré vazante. Foram capturados com o auxílio de redes de emalhar e tapagem 12.219 indivíduos pertencentes a 55 espécies de peixes. Sciaenidae, Ariidae, Carangidae, Engraulidae e Mugilidae foram as famílias que apresentaram maior riqueza de espécies. Dez espécies dominaram nas áreas amostradas, totalizando 81,3% de todas as capturas, com destaque para Ariopsis bonillai e Cetengraulis edentulus, que apresentaram maior contribuição para a formação dos grupos de similaridade, sendo que Stellifer naso e Cynoscion acoupa foram os maiores responsáveis pelas diferenças na densidade da assembléia de peixes. Considerando o grau de maturação, 66% dos peixes capturados foram representados por indivíduos jovens. Das espécies que ocorreram nos quatro estádios de maturação, apenas Cathorops spixii obteve uma alta densidade de indivíduos adultos, devido a sua migração reprodutiva.

Biografia do Autor

Milton G. Silva Júnior, Universidade Federal do Pará
Bolsista do CNPq. Doutorando em Ecologia Aquática e Pesca, Departamento de Biologia, Universidade Federal do Pará.
Antônio Carlos L. Castro, Universidade Federal do Maranhão
Departamento de Oceanografia e Limnologia, Universidade Federal do Maranhão.
Ulrich Saint-Paul, Leibniz Center for Tropical Marine Ecology
Leibniz Center for Tropical Marine Ecology (ZMT).
Heliene Leite Ribeiro Porto, Universidade Federal do Maranhão
Departamento de Oceanografia e Limnologia, Universidade Federal do Maranhão.
Publicado
2013-06-01
Seção
Artigos originais