A MÚSICA COMO LINGUAGEM DOS OBJETOS E DOS AFETOS: UMA PERSPECTIVA A PARTIR DE WALTER BENJAMIN

  • Ana Judite de Oliveira Medeiros
  • Eduardo Lopes
Palavras-chave: Música, Linguagem, Afetos

Resumo

Numa perspectiva reflexiva sobre a música, este artigo aborda o alcance de sua linguagem, a objetivação que faz das coisas e a elaboração de afetos, como parte desenvolvimento do pensamento humano. Tomando como base a abordagem filosófica sobre a linguagem geral e humana (BENJAMIN, 2011) e o conceito de música como objeto virtual (LOPES, 2014), foram observados e analisados tais aspectos na peça musical Dança Lembrança do Sertão, da Série Bachianas Brasileiras, de Heitor Villa-Lobos. O exame da peça aponta como a linguagem musical dá visibilidade a diferentes afetos e identidades regionais, considerando sua apreensão por parte de quem a produz e de quem a recebe. E assim como é transmitida, a linguagem musical assume um caráter cognitivo, objetivo a fim de alcançar sua compreensão.

Referências

ADORNO, Theodor W. Quasi una fantasia. Escritos musicais II. Editora Unesp, 1ª edição. São Paulo, 2018.

ALBUQUERUE, Durval Jr. A invenção do Nordeste e outras artes. Martins Fontes, 2ª edição, São Paulo, 2011.

BARRENCHEA, Lúcia Silva. Dança – Lembrança do Sertão de Heitor Villa-Lobos: construindo a interpretação da redução para piano. In: Congresso da Associação Brasileira de Performance Musical– ABRAPEM, 1., 2014, Vitória. Anais [...]. Vitória: ABRAPEM, 2014.

BENJAMIN, Walter. Obras escolhidas. v. 1, 2. Tradução de S. P. Rouanet. São Paulo: Brasiliense, 1987.

BENJAMIN, Walter. Sobre a arte, técnica, linguagem e política. Tradução de M. A. Cruz e M. Alberto. Lisboa: Relógio d’Água Editores, 1992.
BENJAMIN, Walter. Sobre a linguagem em geral e sobre a linguagem do homem. In: BENJAMIN, Walter. Escritos sobre mito e linguagem. São Paulo: Editora 34, 2011. p. 49-73.

CASCUDO, Luís da Câmara. Mouros, judeus e franceses, três presenças no Brasil. 3. ed. São Paulo: Editora Global, 2001.

CRUZ, Ricardo; BRISSON, António; PAIVA, Ana; LOPES, Eduardo. “I-SOUNDS: Emotion-Based Music Generation for Virtual Environments” in Ana Paiva, Rui Prada, and Rosalind Picard (eds.), Affective Computing and Intelligent Interaction, Berlin: Springer, 2007.

CUNHA, Euclides da. Os Sertões. 3ª ed. São Paulo: Cultrix, 1987.

FORNARI, José Eduardo. A produção de sentido musical através da retroalimentação comunicacional entre o músico intérprete e seu público ouvinte. Ciência da Universidade Estadual de Campinas, 3 jul. 2019. Disponível em: https://www.blogs.unicamp.br/musicologia/2019/07/03/26/. Acesso em: 3 jul. 2019.

HANSLIK, Eduard. Do belo musical, um contributo para a revisão da estética da arte dos sons. Tradução de Artur Morão. Covilhã: Universidade de Beira Interior, 2011. (Colecção Textos Clássicos de Filosofia).

HOLANDA, Sérgio Buarque. Raízes do Brasil. 26ª ed. Rio de Janeiro: Companhia das Letras, 1982.

INGOLD, Tim. Four objections to the concept of soundscape. In: INGOLD, Tim. Being Alive: Essays on movement, knowledge and description. London; New York: Routlege, 2011. p. 136-139.

LAKOFF, George; JOHNSON, Mark L. Metaphors we live by. Chicago: Chicago University Press, 1980.

LESKOV, Nikolai. O peregrino encantado. Lisboa: Nova Veja, 2012.

LÉVI-STRAUSS, Claude. O pensamento selvagem. 3ª ed. Campinas: Papirus, 2008, p.15-197.

LOPES, Eduardo. Releituras. Newsletter da Associação Portuguesa de Educação Musical. Fevereiro de 2021. p. 18-20

LOPES, Eduardo. Investigação em Interpretação Musical: paradigmas e o conceito de narrativas múltiplas. In: ZURBACH, C.; FERREIRA, J. A. (coord.). Investigação em Artes – Perspectivas. Évora: Universidade de Évora, 2014. p. 23-36.

LOPES, Eduardo. Just in Time: Towards a Theory of Rhythm and Metre. United Kingdom: University of Southampton, 2003.

MARIZ, Vasco. Heitor Villa-Lobos: compositor brasileiro. 11ª ed. Belo Horizonte: Itatiaia Limitada, 1989.

MARUN, N. Revisão crítica das canções para a voz e piano de Heitor Villas-Lobos: publicadas pela Editora Max Eschig [online]. São Paulo: Editora UNESP; São Paulo: Cultura Acadêmica, 2010.

MEDEIROS, Ana Judite de Oliveira; LOPES, Eduardo. O Sertão imaginado na Ária Cantiga das Bachianas Brasileiras. Revista Europeia de Estudos Artísticos, ERAS, v. 10, n. 2, p, 42-63, 2019.

ORTIZ, Renato. Cultura brasileira e identidade nacional. 5ª ed. 9. reimp. São Paulo: Brasiliense, 2006.

SELIGMANN, Márcio. Ler o livro do mundo: Walter Benjamin, romantismo e crítica poética. São Paulo: Iluminuras, 1999.

SENA, Caio. Textura Música: Forma e Metáfora. Rio de Janeiro: Caderno de Debates UNIRIO, 2007.

SIMMEL, Georg. The Sociology of Conflict. The American Journal of Sociology, Chicago, The University of Chicago Press, v. 9, 1903-1904.

SLOBODA, John; JUSLIN, Patrik (org.): Music and emotion: theory and research. Oxford: Oxford University Press, 2001.
Publicado
2021-04-30
Seção
Artigos Fluxo Contínuo