Mercado de trabalho dos bibliotecários, arquivistas e museólogos

uma análise a partir dos dados do CAGED

Autores

DOI:

https://doi.org/10.36517/2525-3468.ip.v6iespecial.2021.62653.126-140

Palavras-chave:

Arquivistas. Bibliotecários. Museólogos., CAGED., Mercado de trabalho

Resumo

Neste artigo, procurou-se analisar o mercado de trabalho dos bibliotecários, arquivistas e museólogos, partindo-se do princípio de que as estatísticas são fundamentais para a tomada de decisões no âmbito das políticas públicas em geral. Nesse sentido, o estudo defende a superioridade dos métodos de análise do mercado de trabalho baseados nas estatísticas oficiais, contemplando tanto a Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) quanto o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), o qual foi utilizado como base empírica para a análise do mercado de trabalho desses profissionais da cultura e informação. Do ponto de vista metodológico, optou-se por uma abordagem quantitativa enfocada no aspecto da movimentação do emprego. Com relação aos bibliotecários, percebeu-se que houve piora nas condições de emprego, principalmente depois das reformas trabalhistas que, ao contrário do discurso propalado, não geraram mais contratações para a categoria. Do mesmo modo, os arquivistas apresentaram um saldo de demissões significativo. Os museólogos, por sua vez, mesmo com saldo positivo no último ano de análise, tiveram maior contratação em trabalhos terceirizados. Como consideração final, espera-se que este estudo auxilie na tomada de decisões sobre a formação dessas profissões com vistas a reduzir efetivamente as desigualdades de acesso à cultura, à informação de qualidade e à arte na sociedade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

André Souza Pena, Universidade Federal de Rondonópolis

Possui graduação em Biblioteconomia pela Universidade Federal de Minas Gerais (2002), Especialização em Educação Tecnológica (2005) pelo CEFET/MG, Mestrado em Ciências da Informação (2007) e Doutorado em Ciência da Informação (2015) pela Universidade Federal de Minas Gerais. Foi bibliotecário chefe das Faculdades Doctum onde também exerceu a docência na disciplina de Introdução à Estatística junto ao curso de Serviço Social. Atuou como membro do Conselho Regional de Biblioteconomia (CRB- 6 - MG), na condição de conselheiro e coordenador da Comissão de Ética. Tem experiência na área de pesquisa telefônica, atuando como entrevistador no Núcleo de Saúde Coletiva (NESCON), em pesquisa domiciliar atuando como recenseador no CENSO 2000, em pesquisa de campo na aplicação de questionário tanto no Instituto Data Folha onde atuou em pesquisa de opinião eleitoral e pesquisa de mercado quanto na Fundação João Pinheiro onde atuou na aplicação de questionário na Pesquisa Origem e Destino. No âmbito acadêmico desde 2009 é Professor da Universidade Federal de Mato Grosso onde leciona na graduação as disciplinas ligadas à Metodologia Científica, Gestão e Recursos de Informação e Cultura, bem como Supervisão de Estágio. Na Universidade orienta ainda trabalhos de conclusão de curso, monitoria, extensão e pesquisa. Na área de gestão tem experiência na coordenação de curso de 2016 até o momento, bem como é membro da Câmara de Extensão da UFMT no Campus de Rondonópolis. Participa de eventos nas área de Bibliotecas Universitárias, principalmente o Seminário Nacional de Bibliotecas Universitárias (SNBU), além do Congresso Brasileiro de Biblioteconomia e Documentação (CBBD) no intuito de representar o curso de Biblioteconomia da UFMT e sou membro da Associação Nacional de Pesquisa em Biblioteconomia e Ciência da Informação (ANCIB), desenvolvendo pesquisas conjuntamente com a professora Helena Crivellari, tendo como foco apresentação no Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação (ENANCIB), mais especificamente o GT 6 - Informação, Educação e Trabalho. Nesse sentido, os principais temas de interesse de pesquisa na área de Biblioteconomia e Ciência da Informação são: Estudo comparado, Mercado de trabalho do profissional da informação, profissão de bibliotecário e formação profissional.

Referências

ANTUNES, R.; BRAGA, R. (Org.). Infoproletários: degradação real do trabalho virtual. São Paulo: Boitempo, 2009.

BOYER, R. A teoria da regulação: os fundamentos. São Paulo: Estação Liberdade, 2009.

BRASIL. Lei nº 13.467, de 13 de julho de 2017. Altera a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, ano 154, n. 134, p. 1, 14 jul. 2017. Disponível em: http://pesquisa.in.gov.br/imprensa. Acesso em: 15 jan. 2020.

BRASIL. Medida provisória nº 905, de 11 de novembro de 2019. Institui o Contrato de Trabalho Verde e Amarelo, altera a legislação trabalhista, e dá outras providências. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, n. 219, p. 5, 12 nov. 2019. Disponível em: http://www.in.gov.br/web/dou/-/medida-provisoria-n-905-de-11-de-novembro-de-2019-227385273. Acesso em: 15 jan. 2020.

BRASIL. Ministério da Economia. Coordenação de Estatísticas e Estudos do Trabalho. [Correspondência]. Destinatário: André de Souza Pena. [S.l.], 2020. 1 e-mail.

CRIVELLARI, H. M. T. Relação educativa e formação profissional na ciência da informação. In: ENANCIB – Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da informação, V, 2003, Belo Horizonte. Anais... Belo Horizonte: UFMG, 2003. Disponível em: Relação educativa e formação profissional na ciência da informação (uff.br). Acesso em: 03 dez. 2020.

CRIVELLARI, H. M. T.; ALVES, T. S.; FROTA, M. G. C. Arquivistas e Museólogos: uma reflexão crítica sobre o posicionamento destes profissionais na Classificação Brasileira de Ocupações. InCID: Revista de Documentação e Ciência da Informação, v. 8, p. 46-67, 2017. Disponível em: Arquivistas e Museólogos: uma reflexão crítica sobre o posicionamento destes profissionais na Classificação Brasileira de Ocupações | InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação (usp.br). Acesso em: 03 dez. 2020.

DAMASCENO, W. M. F. A situação dos museólogos brasileiros: uma análise sobre trabalho e precarização. In: VI SEMINÁRIO NACIONAL DE SOCIOLOGIA E POLÍTICA DA UFPR, 6, 2015, Curitiba. Anais... Grupo de Trabalho 04 –trabalho e sindicalismo, 2015. p. 01-17. Disponível em: http://www.edemocracia.com.br/sociologia/anais_2015/pdf/AN4B.pdf. Acesso em: 04 fev. 2020.

DAMASCENO, W. M. F. Trabalho e precarização nos museus brasileiros: uma análise introdutória. Cadernos de Sociomuseologia, v.52, n. 8, p. 101-125, 2016. Disponível em: Trabalho e precarização nos museus brasileiros: uma análise introdutória | Cadernos de Sociomuseologia (ulusofona.pt). Acesso em: 06 dez. 2020.

DEDECCA, C. S. Conceitos e estatísticas básicas sobre mercado de trabalho. In: OLIVEIRA, Carlos Alonso Barbosa de et al. (Org.). Economia & trabalho: textos básicos. Campinas: Unicamp, 1998. p. 95-111.

DOWBOR, L. Os pedágios em cada esquina: as consequências da financeirização da economia na vida cotidiana. Carta Capital, 01 jan. 2020. Especial, p. 54-57.

FREIRE, F. S.; ALAUZO, J. L. C.; SPUDEIT, D. F. A. Competências e campos emergentes para atuação de bibliotecários. Analisando em Ciência da Informação, João Pessoa, v. 5, n. 1, p. 81-102, jan./jun. 2017. Disponível em: http://racin.arquivologiauepb.com.br/edicoes/v5_n1/racin_v5_n1_artigo05.pdf . Acesso em: 05 dez. 2020.

FREITAS, J. A. Egressos do curso de museologia da Universidade de Brasília: atuação no mercado de trabalho (2013-2017). 2018. 70 f., il. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Museologia) —Universidade de Brasília, Brasília, 2018. Disponível em: 2018_JamensonAraujoDeFreitas_tcc.pdf (unb.br). Acesso em: 05 dez. 2020.

GARCIA, L.; GONZAGA, L. L. Pesquisa de Emprego e Desemprego: trinta anos de acompanhamento do mercado de trabalho na Região Metropolitana de São Paulo. Estudos Avançados, São Paulo, v. 28, n. 81, p. 127-140, ago. 2014. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142014000200009&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 11 dez. 2019.

IBGE. PNAD: um registro histórico da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios 1967-2015. Rio de Janeiro: IBGE, 2015. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv94878.pdf. Acesso em: 11 dez. 2019.

JANNUZZI, P. M. Estatísticas e Políticas Públicas orientadas por evidências no Brasil: o caso das políticas de desenvolvimento social nos anos 2000. Revista Brasileira de Geografia, Rio de Janeiro, v. 64, n. 1, p. 37-54, jan./jun. 2019. Disponível em: https://rbg.ibge.gov.br/index.php/rbg/article/view/2096. Acesso em: 09 jan. 2020.

JANNUZZI, P. M. Indicadores sociais no Brasil: conceitos, fontes de dados e aplicações. 4. ed. Campinas: Alínea, 2009.

JANNUZZI, P. M. Biblioteconomistas e outros profissionais da informação no mercado de trabalho brasileiro: 1980-1996. In: ENANCIB – Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da informação, V, 2003, Belo Horizonte. Anais... Belo Horizonte: UFMG, 2003. 1 CD-ROM.

MACHADO, A. F.; FREIRE, D.; MICHEL, R. C.; MELO, G. V.; DEMATTOS, A. Efeitos da Covid-19 na economia da cultura no Brasil. CEDEPLAR, Nota Técnica, 30 abr. 2020. Disponível em: Cedeplar: Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional de Minas Gerais - UFMG - Nota Técnica: Efeitos da Covid-19 na Economia da Cultura no Brasil. Acesso em: 01 dez. 2020.

OLIVEIRA, F. H. A formação do arquivista na Universidade de Brasília e sua inserção no mercado de trabalho da Capital Federal. Revista Ibero-Americana de Ciência da Informação, Brasília, v. 4, n. 1, p. 72-92, jan./jul. 2011. Disponível em: a formação do arquivista na universidade de brasília e sua inserção no mercado de trabalho da capital federal | oliveira | revista ibero-americana de ciência da informação (unb.br). Acesso em: 05 dez. 2020.

PENA, A. S.; CRIVELLARI, H. M. T. Movimentação no mercado de trabalho do bibliotecário no Brasil. In: Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação, 20., 2019, Florianópolis. Anais do XX ENANCIB. Florianópolis: UFSC, 2019. v. 20. Disponível em: Pena (ufsc.br). Acesso em: 05 dez. 2020.

PENA, A. S.; CRIVELLARI, H. M. T.; MOREIRO-GONZÁLEZ, J. A.; MANGUE, M. V. Elementos de comparação do emprego bibliotecário em tempos de crise. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIENCIA DA INFORMAÇÃO, 15., 2014, Belo Horizonte. Anais... Belo Horizonte, ECI, UFMG, 2014. Disponível em: http://enancib2014.eci.ufmg.br/documentos/anais/anais-gt6. Acesso em: 07 ago. 2018.

PENA, A. S. Reflexões críticas sobre aspectos produtivos e do trabalho na biblioteca universitária em tempos de crise: comparação Brasil, Espanha e Moçambique. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) - Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, 2015. Disponível em: VERSAO 12 out Defendida (final).pdf (ufmg.br). Acesso em: 05 dez. 2020.

PENA, A. S. A evolução do mercado de trabalho formal do profissional da informação no Brasil: um estudo a partir da RAIS/MTE, de 1985 a 2005. 2007. 165f., il. Dissertação (Mestrado) – Escola de Ciência da Informação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2007. Disponível em: Microsoft Word - 4821FB98-71E4-084CB2.doc (ufmg.br). Acesso em: 05 dez. 2020.

PENA, A. S.; CRIVELLARI, H. M. T.; NEVES, J. A. O mercado de trabalho do profissional da informação: um estudo com base na RAIS comparando os anos de 1994 e 2004. In: ENANCIB – Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da informação, 7, 2006, Marília. Anais... Marília: UNESP, 2006. Disponível em: O mercado de trabalho do profissional da informação: um estudo com base na RAIS comparando os anos de 1994 e 2004 (uff.br). Acesso em: 05 dez. 2020.

PIKETTY, T. O capital no século XXI. Rio de Janeiro: Intrínseca, 2014.

SALES, J. A.; SILVA, M. L. S.; BARROS, L. F.; PEREIRA, F. J. S.; MARTINS, G. K. Mercado de trabalho para bibliotecários no Brasil: mapeamento dos concursos públicos entre os anos de 2010 e 2015. Biblionline, João Pessoa, v.12, n.1, p. 26-37, 2016. Disponível em: Vista do mercado de trabalho para bibliotecários no brasil: mapeamento dos concursos públicos entre os anos de 2010 e 2015 (ufpb.br). Acesso em: 05 dez. 2020.

SANTOS, G. N.; BARBALHO, C. R. S.; SANTOS FILHA, R. D. Mercado de trabalho para arquivista: um estudo da demanda no setor público em Manaus. Analisando em Ciência da Informação, João Pessoa, v. 3, n. 1, p. 68-87, jan./jun. 2015. Disponível em: Racin_v3_n1_artigo05 (arquivologiauepb.com.br). Acesso em: 06 dez. 2020.

Downloads

Publicado

2021-05-30

Como Citar

PENA, André Souza; CRIVELLARI, Helena Maria Tarchi. Mercado de trabalho dos bibliotecários, arquivistas e museólogos: uma análise a partir dos dados do CAGED. Informação em Pauta, [S. l.], v. 6, n. especial, p. 126–140, 2021. DOI: 10.36517/2525-3468.ip.v6iespecial.2021.62653.126-140. Disponível em: http://www.periodicos.ufc.br/informacaoempauta/article/view/62653. Acesso em: 13 abr. 2024.