AS DIMENSÕES DO SISTEMA TEMPORAL NO DISCURSO DE UM JORNAL BRASILEIRO

Autores

  • Marieta Prata de Lima Dias

Resumo

Seguindo Weinrich (1974), chamamos de Tempo à noção discutida historicamente (Whitrow, 1993) e de tempos ao comportamento do falante articulado nos dois grupos temporais do mundo comentado e do mundo narrado. O objetivo geral da pesquisa foi comparar o desempenho discursivo quanto às dimensões do sistema temporal, por meio de estudo dos verbos presentes em um jornal brasileiro de 1897 e de 1997, visando apreender as diferenças entre esses momentos de situação comunicativa. A análise, feita conforme Weinrich (1974) e Koch (1987), observou a atitude comunicativa, a perspectiva comunicativa e o relevo. Concluímos que, além da diferença na extensão dos planos narrativos, atualmente há mais comentário e remissão ao futuro e, no século anterior, mais narração e revisão do passado. Palavras-chave: Lexicologia; Análise do Discurso; Lingüística e Ensino

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

DE LIMA DIAS, Marieta Prata. AS DIMENSÕES DO SISTEMA TEMPORAL NO DISCURSO DE UM JORNAL BRASILEIRO. Revista de Letras, [S. l.], v. 1, n. 25, 2016. Disponível em: http://www.periodicos.ufc.br/revletras/article/view/2252. Acesso em: 24 jun. 2024.