PROJETOS DE LETRAMENTO NA OLIMPÍADA DE LÍNGUA PORTUGUESA

O documentário na sala de aula

Autores

  • Leonor Moura da Cunha Neta IFRN
  • Ivoneide Bezerra de Araújo Santos-Marques IFRN/ PPGEL-UFRN
  • Alana Driziê Gonzatti dos Santos UFRN

DOI:

https://doi.org/10.36517/revletras.41.2.5

Resumo

Considerando os resultados de avaliações que medem o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) dos alunos de escolas públicas reveladores de que muitos deles estão concluindo o último ciclo da educação básica sem alcançar o nível desejado de proficiência em língua portuguesa; considerando também as discussões acerca de o que e como ensinar nas aulas desse componente curricular, o presente artigo tem por objetivo discutir o papel dos projetos de letramento (KLEIMAN, 2000) no trabalho com os gêneros discursivos da Olimpíada Brasileira de Língua Portuguesa (OLP), no caso, o documentário, gênero inserido na sexta edição da OLP, em 2019.  Teoricamente, este estudo se ancora, de modo basilar, na concepção bakhtiniana de linguagem e nos estudos do letramento (KLEIMAN, 1995; 2000; SOARES, 2009; SANTOS, 2008; STREET, 2014; OLIVEIRA; TINOCO; SANTOS, 2011). Do ponto de vista metodológico, a pesquisa se configurou como uma pesquisa-ação, desenvolvida em uma abordagem qualitativa e interpretativista. Participaram da pesquisa 61 alunos de duas turmas de segundo ano do Novo Ensino Médio da Escola Estadual Alcides Wanderley da cidade de Carnaubais, no Rio Grande do Norte. Os resultados apontam que as práticas de leitura, escrita e reescrita durante a produção dos curtas-metragens possibilitaram o desenvolvimento de letramentos múltiplos. Além disso, o trabalho com o gênero documentário contribuiu para a formação do pensamento crítico, para o desenvolvimento da criatividade e da agência dos educandos, em uma perspectiva colaborativa e significativa de aprendizagem, capaz de motivar os alunos para as atividades pedagógicas e para a reflexão crítica sobre o que aprenderam, como aprenderam e para que eles aprenderam o que aprenderam na escola, de modo a prepará-los melhor para o exercício da cidadania e participação social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leonor Moura da Cunha Neta, IFRN

Especialista em Ensino de Matemática e Língua Portuguesa em uma perspectiva transdisciplinar pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN).

Ivoneide Bezerra de Araújo Santos-Marques, IFRN/ PPGEL-UFRN

Doutora em Estudos da linguagem pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), com Pós-doutorado na área de Linguística Aplicada pela Universidade Estadual de Campinas/SP (Unicamp).

Downloads

Publicado

2022-12-31

Como Citar

DA CUNHA NETA, Leonor Moura; SANTOS-MARQUES, Ivoneide Bezerra de Araújo; SANTOS, Alana Driziê Gonzatti dos. PROJETOS DE LETRAMENTO NA OLIMPÍADA DE LÍNGUA PORTUGUESA: O documentário na sala de aula. Revista de Letras, [S. l.], v. 2, n. 41, 2022. DOI: 10.36517/revletras.41.2.5. Disponível em: http://www.periodicos.ufc.br/revletras/article/view/81555. Acesso em: 20 abr. 2024.