O TRABALHO COM SEQUÊNCIA DIDÁTICA NO ENSINO SUPERIOR

UMA ANÁLISE DA PRODUÇÃO INICIAL E FINAL DO GÊNERO PETIÇÃO

Autores

  • Milena Moretto Universidade São Francisco
  • Alessandra Gomes Varisco Universidade São Francisco

DOI:

https://doi.org/10.36517/revletras.41.2.12

Resumo

Diversos estudantes ingressam no ensino superior com dificuldades em relação à leitura e produção de textos e essa dificuldade mostra-se patente também nos cursos de Direito, o que pode prejudicar o estudante em sua trajetória, já que ele se deparará com diversos gêneros textuais desta área que, se não forem bem compreendidos, pode levar a um indeferimento do pedido, quando profissional. Pensando nisso, desenvolvemos um modelo didático e, posteriormente, uma sequência didática do gênero petição inicial para o trabalho com o gênero. Neste artigo, temos como objetivo geral compreender as capacidades de linguagem desenvolvidas pelos estudantes ingressantes do curso de Direito de uma instituição de ensino superior a partir da sequência didática realizada em sala de aula. Pautando-nos, para isso, nas considerações dos didaticistas de Genebra e tomamos como dados de análise a produção inicial e a produção final de um dos participantes da pesquisa. Nossas análises revelam que os alunos desenvolveram as capacidades de ação, discursivas e linguístico-discursivas na produção de textos desse gênero após o trabalho com os módulos apresentado na sequência didática.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-12-31

Como Citar

MORETTO, Milena; GOMES VARISCO, Alessandra. O TRABALHO COM SEQUÊNCIA DIDÁTICA NO ENSINO SUPERIOR: UMA ANÁLISE DA PRODUÇÃO INICIAL E FINAL DO GÊNERO PETIÇÃO. Revista de Letras, [S. l.], v. 2, n. 41, 2022. DOI: 10.36517/revletras.41.2.12. Disponível em: http://www.periodicos.ufc.br/revletras/article/view/81638. Acesso em: 12 jun. 2024.