Uma discussão entre a arte e o design da informação a partir da configuração do livro-objeto: O diário de Anne Frank

Palavras-chave: Arte, Design, Design da informação, Livro-objeto, Experimentação

Resumo

Esse estudo traz uma discussão a respeito de fazeres fronteiriços entre a arte e o design, por meio do processo de configuração do livro ‘O diário de Anne Frank’. Utilizam-se princípios teóricos e metodológicos voltados ao design da informação, conceitos e caracterizações sobre livro-objeto/livro de artista, em vista da materialização de um artefato. O percurso metodológico empregue é orientado por uma abordagem focada no design e elementos das artes, abarcando ainda, de modo exploratório, investigação sobre recursos gráficos experimentais, dentre eles, conceituações, processos gráficos, tipografia e uso de materiais, trazendo assim, uma solução pelo viés do diálogo entre a configuração do texto literário e o produto gráfico artístico, potencializando ao leitor uma interação de cunho experimental, no que tange às relações táteis e visuais, a partir da exploração de seus elementos.

Publicado
2020-12-24
Como Citar
Figueiredo Passos, R., Maschietto Moreira, C., & Carneiro Lucio, G. (2020). Uma discussão entre a arte e o design da informação a partir da configuração do livro-objeto: O diário de Anne Frank. Revista Vazantes, 4(2), 23-45. https://doi.org/10.36517/vazppgartesufc2020.2.60675