CHAMADA DE NOVOS AVALIADORES

A Revista Entrelaces convida pesquisadores mestres ou doutores para comporem o quadro de pareceristas ad hoc. A publicação tem periodicidade de quatro números ao ano, sendo dois de temática livre e dois dossiês. Os interessados devem realizar cadastro no site da revista com AUTOR e indicar seus interesses de pesquisa.

Link para cadastro: http://periodicos.ufc.br/entrelaces/user/register?source=

 

  • DOSSIÊ: LIÇÕES DE SARAMAGO Chamada para publicação no número comemorativo do centenário de José Saramago.

    2022-08-23

    DOSSIÊ: LIÇÕES DE SARAMAGO
    Chamada para publicação no número comemorativo do centenário de José Saramago.

    O prazo final de submissão dos artigos  está previsto para 30 de setembro de 2022.
    O número especial da Entrelaces será lançado no dia 7 de dezembro, data de encerramento dos Encontros Literários Moreira Campos, com o módulo dedicado ao centenário de José Saramago.

    Colaboração da Profa. Dra. Vera Lopes, da Pontifícia Universidade de Minas Gerais, onde coordena
    o grupo Saramago Leitor de Marx.



    Saiba mais sobre DOSSIÊ: LIÇÕES DE SARAMAGO Chamada para publicação no número comemorativo do centenário de José Saramago.
  • Call for papers Dossiê: A mediação e a transmissão de conteúdos de literaturas estrangeiras no contexto universitário: modelos, modalidades, estratégias e técnicas aplicáveis à luz de atividades de Ensino, Pesquisa e Extensão

    2022-07-26

    Dossiê: A mediação e a transmissão de conteúdos de literaturas estrangeiras no contexto universitário: modelos, modalidades, estratégias e técnicas aplicáveis à luz de atividades de Ensino, Pesquisa e Extensão (Revista Entrelaces Out/Dez 2022)

    Organizadores
    :

    Profa. Dra. Wiebke Röben de Alencar Xavier (UFRN)

    Prof. Dr. Dionei Mathias (UFSM)

    Prof. Dr. Tito Lívio Cruz Romão (UFC)

    Saiba mais sobre Call for papers Dossiê: A mediação e a transmissão de conteúdos de literaturas estrangeiras no contexto universitário: modelos, modalidades, estratégias e técnicas aplicáveis à luz de atividades de Ensino, Pesquisa e Extensão
  • CALL FOR PAPERS: DOSSIÊ A (IM)PERTINÊNCIA DA POESIA PORTUGUESA DE AGORA (DEPOIS DE 2000 ATÉ O PRESENTE) ABR. - JUN. (2022) - reabertura

    2022-05-16

    Para compreendermos alguma da poesia portuguesa das últimas décadas, invocamos um tema mais antigo, com origem na elegia de Hölderlin, “Pão e Vinho”, em que o poeta pergunta: “Para quê poetas num tempo de indigência?”. Se Hölderlin anunciava, com inquietação, um mundo de onde os deuses se tinham afastado, na atualidade, a poesia já não tem como pano de fundo o poeta enquanto figura de um absoluto literário e parece fadada a um determinismo da praxis: o lugar cada vez mais reduzido das coleções de poesia nas editoras em comparação com o romance; a falta de leitores; a suspeita de ser uma arte extemporânea num mundo vocacionado para as regras do mercado.

    Mas até que ponto estes indícios de amargura fazem ecoar os gestos poéticos mais recentes? Tomando como marco a edição de poesia depois de 2000, verificamos uma proliferação efervescente de poetas e de poéticas que surgem e alimentam novos meios de divulgação, novas editoras e revistas. Para onde caminham estas vozes?  Como ponderar estas inquietações que assombram ao mesmo tempo que procuram legitimar autores e obras? Como pensar as várias poéticas sem cair numa sintomatologia que exige um diagnóstico? Isto é, como situarmo-nos entre crítica e clínica, entre exaustão e exaustividade? Como acreditar na hipótese de resposta, como tentar esboçar um mapa do estado da poesia portuguesa de agora sem capitular num exercício de ilusão e de ideologia?

    É difícil tentar responder a estas questões sem ampliar ainda mais as dúvidas. Atrevemo-nos, ainda assim, a propor uma estratégia de pensamento que se organiza à volta de cinco problemáticas: 1) A febre do cânone (legitimação das obras e dos poetas, teoria da recepção), 2) Poesia e técnica (forma /conteúdo, produção/recepção), 3) Política da poesia (público/comum), 4) Poesia e outras artes (poesia e cinema, poesia e pintura, poesia e música, poesia e artes performativas, vídeo-poesia) e 5) Poesia e edição (editoras, revistas, blogues).

     

    Golgona Anghel

    Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (FCSH-UNL)
    Instituto de Estudos de Literatura e Tradição (IELT/FCSH-UNL)

    Ida Alves

    Universidade Federal Fluminense

     

    Prorrogação de Prazo SUBMISSÃO: 16/05/2022 a 01/06/2022

     

    Saiba mais sobre CALL FOR PAPERS: DOSSIÊ A (IM)PERTINÊNCIA DA POESIA PORTUGUESA DE AGORA (DEPOIS DE 2000 ATÉ O PRESENTE) ABR. - JUN. (2022) - reabertura
  • CALL FOR PAPERS: MINIDOSSIÊ "LITERATURAS AFRICANAS: FICÇÃO, INSCRIÇÕES DO FEMININO E GEOGRAFIAS NARRATIVAS"

    2021-12-10

    Literaturas africanas: Ficção, inscrições do feminino e geografias narrativas.

     

    A presente chamada pretende acolher artigos que reflitam sobre as ficcionalidades nas literaturas africanas e como nelas se inscrevem os lugares do feminino (Oyěwùmí). Ao desconstruir narratividades (Barthes) homogêneas e temporalidades lineares, essas ficções inscrevem outras geografias, entrelaçam linhas vitais (Said, Ingold), seja no papel ou no chão, que nos apontam para outras formas de conhecer, habitar e narrar o mundo.

     

    Organizadores:

     

    Profa. Dra. Cristina Maria da Silva

    (Departamento de Ciências Sociais- PPGLetras/UFC)

     

    Profa. Dra. Simone Pereira Schmidt

    (Professor Titular – PPG Literatura e Interdisciplinar em Ciências Humanas/UFSC-Professora Visitante UERJ/Pesquisadora CNPq).

     

     

    PRORROGAÇÃO DO PRAZO DE SUBMISSÃO: 15/03/22.

    Saiba mais sobre CALL FOR PAPERS: MINIDOSSIÊ "LITERATURAS AFRICANAS: FICÇÃO, INSCRIÇÕES DO FEMININO E GEOGRAFIAS NARRATIVAS"
  • CALL FOR PAPERS: MINIDOSSIÊ RECOMPONDO EXPERIÊNCIAS EM NARRATIVAS

    2021-11-26

    A presente proposta se insere no âmbito de discussões e investigações, no Departamento de Ciências Sociais, sobre Narrativas, Grafias e Trajetórias. O propósito deste Dossiê é discutir as dimensões epistemológicas, conceituais e transdisciplinares que perpassam a composição de uma trajetória de uma vida, por meio da escrita literária. Entretanto, pensando o texto literário, como um fio de recomposição da vida, entrelaçado com outras narrativas como as biográficas, autobiográficas, fotográficas, pictóricas e memorialistas. Os fios narrativos são aqui pensados como rastros (Carlo Ginzburg), possíveis restos (Jeanne Marie Gagnebin), que nos permitem ler a vida, as suas grafias, aqui compreendidas, não apenas restritas à vida de um indivíduo, mas à vida de uma cidade, de um fato, à vida humana e não humana. A vida é compreendida como um “mundo narrado” (Tim Ingold), linhas vitais que vinculam pessoas e coisas nas suas existências e acontecimentos ou em suas trajetórias e histórias. Na literatura, as composições sígnicas, por meio dos enredos, devolvem-nos e desvelam as vinculações individuais, mas também os contextos sociais e culturais, são tecidas neles, podemos dizer. Neste processo diante da arte literária, pensamos também em contemplar as implicações, os embates, as condições do pesquisador e os emaranhados fios de sua prática investigativa entrelaçados ao lembrar e ao escrever entre indícios, memórias e narrativas.

     

     Organizadores: 

    Profa. Dra. Cristina Maria da Silva

    Departamento de Ciências Sociais- PPGLetras/UFC

     

    Prof. Dr. Kleyton Rattes Gonçalves

    Departamento de Ciências Sociais- PPGAntropologia - UFC/UNILAB

     

    PRAZO DE SUBMISSÃO: 30/11/2021 a 10/02/2022.

    Saiba mais sobre CALL FOR PAPERS: MINIDOSSIÊ RECOMPONDO EXPERIÊNCIAS EM NARRATIVAS
  • CALL FOR PAPERS: DOSSIÊ A (IM)PERTINÊNCIA DA POESIA PORTUGUESA DE AGORA (DEPOIS DE 2000 ATÉ O PRESENTE) ABR. - JUN. (2022)

    2021-11-04

    Para compreendermos alguma da poesia portuguesa das últimas décadas, invocamos um tema mais antigo, com origem na elegia de Hölderlin, “Pão e Vinho”, em que o poeta pergunta: “Para quê poetas num tempo de indigência?”. Se Hölderlin anunciava, com inquietação, um mundo de onde os deuses se tinham afastado, na atualidade, a poesia já não tem como pano de fundo o poeta enquanto figura de um absoluto literário e parece fadada a um determinismo da praxis: o lugar cada vez mais reduzido das coleções de poesia nas editoras em comparação com o romance; a falta de leitores; a suspeita de ser uma arte extemporânea num mundo vocacionado para as regras do mercado.

    Mas até que ponto estes indícios de amargura fazem ecoar os gestos poéticos mais recentes? Tomando como marco a edição de poesia depois de 2000, verificamos uma proliferação efervescente de poetas e de poéticas que surgem e alimentam novos meios de divulgação, novas editoras e revistas. Para onde caminham estas vozes?  Como ponderar estas inquietações que assombram ao mesmo tempo que procuram legitimar autores e obras? Como pensar as várias poéticas sem cair numa sintomatologia que exige um diagnóstico? Isto é, como situarmo-nos entre crítica e clínica, entre exaustão e exaustividade? Como acreditar na hipótese de resposta, como tentar esboçar um mapa do estado da poesia portuguesa de agora sem capitular num exercício de ilusão e de ideologia?

    É difícil tentar responder a estas questões sem ampliar ainda mais as dúvidas. Atrevemo-nos, ainda assim, a propor uma estratégia de pensamento que se organiza à volta de cinco problemáticas: 1) A febre do cânone (legitimação das obras e dos poetas, teoria da recepção), 2) Poesia e técnica (forma /conteúdo, produção/recepção), 3) Política da poesia (público/comum), 4) Poesia e outras artes (poesia e cinema, poesia e pintura, poesia e música, poesia e artes performativas, vídeo-poesia) e 5) Poesia e edição (editoras, revistas, blogues).

     

    Golgona Anghel

    Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (FCSH-UNL)
    Instituto de Estudos de Literatura e Tradição (IELT/FCSH-UNL)

    Ida Alves

    Universidade Federal Fluminense

     

    SUBMISSÃO: 15/12/2021 a 15/02/2022

    Saiba mais sobre CALL FOR PAPERS: DOSSIÊ A (IM)PERTINÊNCIA DA POESIA PORTUGUESA DE AGORA (DEPOIS DE 2000 ATÉ O PRESENTE) ABR. - JUN. (2022)
  • CALL FOR PAPERS: MINIDOSSIÊ "POLÍTICAS DO ARQUIVO" JUN. - JUL. (2021)

    2021-06-30

    Em A queda do céu, um xamã e porta-voz dos Yanomami, Davi Kopenawa, explica que seus pensamentos e palavras são antigos e são muitos, completando: “[porém], não precisamos, como os brancos, de peles de imagens para impedi-las de fugir da nossa mente. Não temos de desenhá-las, como eles fazem com as suas. Nem por isso elas irão desaparecer, pois ficam gravadas dentro de nós”. Essa afirmação evidencia, a partir de uma diferenciação epistemológica, a centralidade da palavra escrita e do registro na construção da memória e da história para as sociedades ocidentais. Nesse sentido, os arquivos são importantes peças na elaboração de saberes, adquirindo, muitas vezes, um status de prova. No entanto, de acordo com Achille Mbembe, o fim último da consulta a um arquivo está para além de sua materialidade, ela está na história que se permite contar a partir dele. Os arquivos não teriam nenhum sentido para além da experiência subjetiva daqueles que os consultam, e são essas experiências subjetivas que colocam limites no suposto poder do arquivo, na suposta verdade que conta. De certa forma, é essa subjetividade na percepção da memória que Kopenawa parece pôr em perspectiva em sua comparação.

    Com efeito, acostumamo-nos a pensar o arquivo como aquilo que ele não é: papéis velhos, documentos cuja neutralidade garantiria comprovações necessárias aos estudos literários. Mas o incêndio do Museu Nacional, em setembro de 2018, o aparelhamento ideológico de instituições públicas como a Fundação Casa de Rui Barbosa, as restrições orçamentárias de órgãos de pesquisa, a suspensão do pagamento de bolsas de pesquisas são eventos que escancaram a dimensão política que atravessa o acesso aos arquivos. É possível pensar, a partir de Jacques Rancière, numa "partilha do sensível" que determina as condições objetivas de pesquisa, ou seja, convém indagar sobre "quem pode" acessar os arquivos "em função do que faz, do tempo e do espaço em que essa atividade se exerce". Por outro lado, resta a percepção de que a pesquisa de arquivos, por vezes, depara-se com apostas pessoais frustradas, buscas malsucedidas, disputas entre herdeiros - entraves que, embora pouco mencionados, também dizem respeito às circunstâncias de circulação e apreensão dos arquivos e apontam para a importância da reflexão acerca da relação entre o sujeito que pesquisa e os objetos do conhecimento. 

     

    PRAZO DE SUBMISSÃO: 30/07/2021

    Saiba mais sobre CALL FOR PAPERS: MINIDOSSIÊ "POLÍTICAS DO ARQUIVO" JUN. - JUL. (2021)
  • CALL FOR PAPERS: DOSSIÊ ELENA FERRANTE MAI. - JUL. (2021)

    2021-05-25

    “A literatura faz girar os saberes, não fixa, não fetichiza nenhum deles”, afirmou Roland Barthes, em 1977, ao argumentar a singularidade do literário e de sua relação com os demais campos disciplinares. Provocante, a literatura, a um só tempo, atrai e irrita, seduz e perturba. Pensada nesse sentido, a frase barthesiana conversa bem com a obra de Elena Ferrante, cuja escrita dialoga com textos da tradição e do contemporâneo, uma vez que articula procedimentos e questões caras ao universo das letras, mas também da filosofia, do feminismo, dos estudos histórico-sociais e da psicanálise. A relação que as personagens ferranteanas vivem com o corpo, o amor, as mães, as filhas, a cidade, a violência, o dialeto e a própria literatura, para citar alguns temas recorrentes, tem seduzido inúmeros leitores nos últimos anos, culminando na então denominada “Febre Ferrante”. Partindo dessas premissas, pesquisadores do Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Federal do Ceará promoveram, em 2018, o “I Colóquio Internacional Elena Ferrante: margens, autorias e outros abismos da ficção”, em que o fenômeno Ferrante foi analisado a partir ​​de diversos ângulos. Este dossiê da Revista Entrelaces apresenta-se como um dos desdobramentos daquele evento e acolherá contribuições em que se investigue o fazer literário de Elena Ferrante em chave interdisciplinar.

     

    Dossiê organizado por Stefania Porcelli (CUNY), Yuri Brunello (UFC), Amanda Moura (UFC), Emília Rafaelly Soares Silva (IFPI)

     

    Prazo de submissão: 31/07/2021.

     

    Normas: http://www.periodicos.ufc.br/entrelaces/about/submissions

    Saiba mais sobre CALL FOR PAPERS: DOSSIÊ ELENA FERRANTE MAI. - JUL. (2021)
  • CALL FOR PAPERS: DOSSIÊ “A LINGUAGEM LITERÁRIA NA SALA DE AULA” NOV. (2020) - FEV (2021)

    2020-10-07

    Tem sido recorrente valorizar o poder emancipador da literatura e sua presença nos currículos escolares, o que nem sempre é acompanhado de uma preocupação com a sua especificidade estética. Assim, destaca-se a importância da leitura literária sem indicar e aprofundar as implicações da linguagem nesse processo. De acordo com Antonio Candido, um dos mais citados nesses casos, o poder humanizador da literatura decorre da construção literária, “enquanto construção” (Vários escritos, São Paulo: Duas Cidades, 1995, p. 245). Aparentemente atento a essa questão, Antoine Compagnon diz que “seria risível que os literatos renunciassem à defesa e ilustração da literatura no momento em que outras disciplinas a encontram com diligência” (Literatura para quê, Belo Horizonte, Ed. UFMG, 2009, p. 58). Ao defender a importância da literatura, explica: “O próprio da literatura é a análise das relações sempre particulares que reúnem as crenças, as emoções, a imaginação e a ação, o que faz com que ela encerre um saber insubstituível, circunstanciado e não resumível sobre a natureza humana, um saber de singularidades” (id.,p. 59). Com base nessa premissa, a revista Entrelaces acolherá trabalhos que reflitam sobre o ensino de literatura colocando em primeiro plano a linguagem literária em suas diversas possibilidades, a começar pela abordagem de gêneros literários, passando pelas relações da Teoria Literária e da Linguística com o ensino que valorize a dimensão estética da literatura e chegando a estudos sobre as “singularidades” de obras, de modo a aprender nelas “o que é próprio da literatura, isto é, sua organização de linguagem, a maneira como foi superada a redundância do código verbal”, nas palavras de Lucrécia D’Alessio Ferrara (Apud ROCCO, M. T. Fraga, Literatura/ensino: uma problemática, São Paulo: Ática, 1992, p. 170). Dessa forma, serão acolhidos artigos que contemplem temas como:

    1. A relevância da teoria da literatura para o ensino de literatura;
    2. As particularidades estéticas do texto literário nos contextos de ensino das diferentes manifestações da arte;
    3. A problemática dos gêneros literários no contexto de ensino de literatura;
    4. A importância de outras áreas do conhecimento no ensino de literatura;
    5. Literatura e outras artes: os diálogos intertextuais;
    6. O papel da BNCC para o ensino de literatura e outras artes no século XXI.

    Organizadores:

    Benedito Antunes (UNESP/Assis), Danglei de Castro Pereira (UnB)

     

    Prazo de submissão: 01 de novembro de 2020 a 28 de fevereiro de 2021.

    Saiba mais sobre CALL FOR PAPERS: DOSSIÊ “A LINGUAGEM LITERÁRIA NA SALA DE AULA” NOV. (2020) - FEV (2021)
  • CALL FOR PAPERS: DOSSIÊ “LITERATURA E RESISTÊNCIA” OUT.-DEZ (2020)

    2020-07-31

    The Entrelaces Journal invites you to take part in the Publication Call for the Oct-.Dec. Edition that will accep submissions of papers that will consider the thematic: "Literature and Resistance". 

    Entrelaces convida você a participar da Chamada de Publicação para a Edição Out.- Dez. (2020) que aceitará submissões de artigos que contemplem a temática "Literatura e Resistência".

    Saiba mais sobre CALL FOR PAPERS: DOSSIÊ “LITERATURA E RESISTÊNCIA” OUT.-DEZ (2020)
  • CALL FOR PAPERS - DOSSIÊ "DE CANTERBURY A BLACK MIRROR – TRAJETÓRIAS E VERTENTES DA NARRATIVA FANTÁSTICA" ABR.-JUN. (2020)

    2019-11-05

    Entrelaces convida você a participar da Chamada de Publicação para a Edição Abr.-Jun. (2020) que aceitará submissões de artigos que contemplem a temática: "De Canterbury a Black Mirror – trajetórias e vertentes da narrativa fantástica".

    Período de submissão: 05/11/2019 a 05/02/2020. 

     

    The Entrelaces Journal invites you to take part in the Publication Call for the Apr.-Jun. (2020) Edition that will accep submissions of papers that will consider the thematic: "From Canterbury to Black Mirror – trajectories and strands of the fantastic narrative"

    Saiba mais sobre CALL FOR PAPERS - DOSSIÊ "DE CANTERBURY A BLACK MIRROR – TRAJETÓRIAS E VERTENTES DA NARRATIVA FANTÁSTICA" ABR.-JUN. (2020)
  • CALL FOR PAPERS: “O DISCURSO MIGRANTE NA LITERATURA. LITERATURA E MIGRAÇÃO: A(S) LÍNGUA(S) DO MIGRANTE” OUT.-DEZ (2019)

    2019-03-11

    O tema da migração e dos relatos de indivíduos migrantes sempre estiveram presentes na literatura. Como sabemos, as motivações para esses deslocamentos foram e são as mais variadas: a procura por melhores condições de vida, os desafios pessoais, as perseguições a indivíduos ou grupos étnicos, as ditaduras, entre muitos outros motivos tanto individuais quanto coletivos, em todas as regiões do mundo e ao longo de várias épocas.  

    CALL FOR PAPERS: EL DISCRUSO MIGRANTE EN LA LITERATURA. LITERATURA Y MIGRACIÓN: LA(S) LENGUA(S) DEL MIGRANTE 

    El tema de la migración y los relatos de individuos migrantes desde siempre estuvieron presentes en la literatura. Las motivaciones para esos desplazamientos fueron y son de los más variados: búsqueda de mejores condiciones de vida, desafíos personales, persecuciones individuales o de grupos étnicos, dictaduras, entre muchas otras motivaciones tanto individuales como colectivas, en todas las regiones del mundo y a lo largo de varias épocas.  

    CALL FOR PAPERS: "THE MIGRANT SPEECH IN LITERATURE. LITERATURE AND MIGRATION: THE MIGRANT LANGUAGE(S) 

    Migration and the reporting of migrant individuals has always been the subject of literary texts. As is well known, the motivations for these displacements have been and are the most varied. Among many reasons both individual and collective, in all regions of the world and throughout human history, one can enumerate the quest for better living conditions, personal challenges, persecution of individuals or ethnic groups, dictatorships. 

     

    ---

    Saiba mais sobre CALL FOR PAPERS: “O DISCURSO MIGRANTE NA LITERATURA. LITERATURA E MIGRAÇÃO: A(S) LÍNGUA(S) DO MIGRANTE” OUT.-DEZ (2019)
  • PRORROGAÇÃO DO PRAZO DE SUBMISSÃO DE TEXTOS PARA O DOSSIÊ “DA TABUINHA AO E-MAIL: A ESCRITA EPISTOLAR NO MUNDO ANTIGO E CONTEMPORÂNEO”

    2018-11-11

    Entrelaces informa que o prazo de submissão de artigos para o Dossiê “Da tabuinha ao e-mail: a escritura epistolar no mundo antigo e contemporâneo”  foi prorrogado para até o dia 10 de dezembro de 2018.

    Saiba mais sobre PRORROGAÇÃO DO PRAZO DE SUBMISSÃO DE TEXTOS PARA O DOSSIÊ “DA TABUINHA AO E-MAIL: A ESCRITA EPISTOLAR NO MUNDO ANTIGO E CONTEMPORÂNEO”
  • CALL FOR PAPERS - DOSSIÊ “DA TABUINHA AO E-MAIL: A ESCRITA EPISTOLAR NO MUNDO ANTIGO E CONTEMPORÂNEO” ABR.-JUN. (2019)

    2018-08-09

    A Entrelaces convida você a participar da Chamada de Publicação para a Edição Abr.-Jun. (2019) que aceitará submissões de artigos que contemplem a temática: “Da tabuinha ao e-mail: a escrita epistolar do mundo antigo ao contemporâneo.

    ---

    The Entrelaces Journal invites you to take part in the Publication Call for the Apr.-Jun. (2019) Edition that will accep submissions of papers that will consider the thematic: “From the wax tablets to the e-mail: the epistolary writing in ancient and contemporary world.”

     ---

    Entrelaces le invita a participar en la llamada de publicación para la edición Abr.-Jun. (2019) que aceptará sumisiones de artículos que contemplen la temática: De la tableta al mail: la escrita epistolar en el mundo antiguo y contemporáneo.

     


    Saiba mais sobre CALL FOR PAPERS - DOSSIÊ “DA TABUINHA AO E-MAIL: A ESCRITA EPISTOLAR NO MUNDO ANTIGO E CONTEMPORÂNEO” ABR.-JUN. (2019)
  • CONVITE A ARTISTAS / INVITATION TO ARTISTS / LLAMADA A ARTISTAS

    2018-07-05

    The Entrelaces Journal invites artists interested in illustrating, in the range of the thematic dossier of each number, the cover of the editions of the Journal. We value the diversity of expressions, media and techniques (paintings, photography, drawing, collage etc.). The art should be uploaded in JPEG. (JPG.) or PNG. format and should be submitted through registering in the system, in the section ILUSTRAÇÃO DE CAPA, in which the author should inform personal data, a small resumé, contacts and a breve explanation of the work in RESUMO category, which will be reported in the inner pages of the Journal.

    ---

    Entrelaces convida artistas interessados/as em ilustrar, no âmbito do dossiê temático de cada número, a capa das edições da Revista. Prezamos pela diversidade de expressões, meios e técnicas (pintura, fotografia, desenho, colagem etc.). O trabalho deve ser apresentado em formato JPEG. (JPG.) ou PNG. e deverá ser submetido a partir de cadastro no portal na seção ILUSTRAÇÃO DE CAPA, na qual o autor indicará dados pessoais, minicurrículo e contatos, além de fazer uma breve exposição da obra em questão na categoria RESUMO, a constar nas páginas internas da Revista.

    ---

    Entrelaces invita a artistas interesados/as en ilustrar, en el ámbito del expediente temático de cada número, la portada de las ediciones de la Revista. Apreciamos por la diversidad de expresiones, medios y técnicas (pintura, fotografía, dibujo, collage, etc.). El trabajo debe presentarse en formato JPEG. (JPG) o PNG. y deberá ser sometido a partir de registro en el portal en la sección ILUSTRAÇÃO DE CAPA, en la cual el autor indicará datos personales, minicurrículo y contactos, además de hacer una breve exposición de la obra en cuestión en la categoría RESUMEN, a constar en las páginas internas de la Revista.

    Saiba mais sobre CONVITE A ARTISTAS / INVITATION TO ARTISTS / LLAMADA A ARTISTAS
  • Call For Papers - Dossiê “Gênero e Literatura: da Autoridade do Cânone Literário às Potências Narrativas” Out.-Dez. (2018)

    2018-03-22

    The Entrelaces Journal invites the academic community to take part in the call for papers for the Edition Oct-Dec (2018) which theme is Gender and Literature: from the literary canon authority to power narratives.

    ----------

    A Entrelaces convida a comunidade acadêmica a participar da Chamada de Publicação para a Edição Out-Dez (2018), que aceitará submissões de artigos que contemplem a temática: Gênero e Literatura: da autoridade do cânone literário às potências narrativas.

    ----------

    Entrelaces invita a la comunidad académica a participar en la llamada de publicación para la edición de otoño-diciembre (2018) que aceptará sumisiones de artículos que contemplen la temática: Género y Literatura: de la autoridad del canon literario a las potencias narrativas.

    ----------

    La rivista Entrelaces invita la comunità accademica a inviare contributi per l’edizione ottobre-dicembre (2018), che accetterà articoli che contemplino la tematica: Genere e letteratura: dall’autorità del canone letterario alle potenze narrative - Gênero e Literatura: da autoridade do cânone literário às potências narrativas.

    Saiba mais sobre Call For Papers - Dossiê “Gênero e Literatura: da Autoridade do Cânone Literário às Potências Narrativas” Out.-Dez. (2018)
  • Prorrogação do prazo de Submissão de textos para o Dossiê (Des)Dobras Barrocas: Conexões Transatlânticas entre Artes e Culturas

    2017-11-03

    A Entrelaces informa que o prazo de submissão de artigos para o Dossiê Des)Dobras Barrocas: Conexões Transatlânticas entre Artes e Culturas foi prorrogado para até o dia 15 de novembro de 2017.

    Saiba mais sobre Prorrogação do prazo de Submissão de textos para o Dossiê (Des)Dobras Barrocas: Conexões Transatlânticas entre Artes e Culturas
  • Call For Papers - Dossiê “(Des)Dobras Barrocas: Conexões Transatlânticas entre Artes e Culturas” Jan.-Jun (2018)

    2017-08-05

    The journal Entrelaces invites the academic community to submit proposals to the call for papers to the edition April-June (2018), which will accept submissions, addressing the thematic issue on Baroque (Un)folds: Transatlantic Connections between Arts and Cultures.

    ----------

    A Entrelaces convida a comunidade acadêmica a participar da Chamada de Publicação para a Edição Abr.-Jun. (2018), que aceitará submissões de artigos que contemplem a temática (Des)Dobras Barrocas: Conexões Transatlânticas entre Artes e Culturas.

    ----------

    Entrelaces invita a la comunidad académica a participar de la llamada de publicación para la edición en JAbr.-Jun. (2018), que aceptará sumisiones de artículos que contemplen la temática (Des) Dobras Barrocas: Conexiones Transatlánticas entre Artes y Culturas.

    Saiba mais sobre Call For Papers - Dossiê “(Des)Dobras Barrocas: Conexões Transatlânticas entre Artes e Culturas” Jan.-Jun (2018)