Caminhos Entre a Dominação e a Submissão: a Construção da Identidade Cultural Feminina em I Love My Husbund, de NÉLIDA CUIÑAS PIÑON a Partir dos Construtos Sobre Memória

Resumo

O presente estudo objetiva demonstrar a construção da identidade feminina impulsionada por questões inerentes à memória e relações de gênero. Para tanto, utilizou-se como paradigma a narrativa I LOVE MY HUSBUND da escritora Nélida Piñon, a fim de realizar uma análise da construção da identidade feminina representada no conto. Para que essa análise fosse possível, através da técnica de pesquisa bibliográfica, foram elucidados os construtos conceituais de gênero e de memória. Empregando-se o método de abordagem sistêmico-complexo, realizou-se uma análise das principais passagens do conto, nas quais foram possíveis identificar fatores que levam a construção da identidade atrelados à condição do ser mulher para, posteriormente, analisar de forma mais conceitual as questões de identidade, gênero e memória, que dialogam entre si. A análise da narrativa se viabilizou por meio do método de procedimento monográfico. Desta maneira, foi possível verificar que a identidade feminina está atrelada à questões históricas, o que leva à construção da memória da mulher que, primitivamente, era vista exclusivamente para tarefas matrimoniais e domésticas. Sendo assim, a memória de uma mulher, juntamente com a sua identidade, acabam por definir o gênero feminino.

Biografia do Autor

Cristiane Penning Pauli De Menezes, Universidade Feevale

Doutoranda em Processos e Manifestações Culturais (FEEVALE). Mestre em Direito (UFSM). Graduada em Direito (FADISMA) e no Programa Especial de Graduação para Professores (UFSM). Pós Graduada em Direito (UNIFRA). Concessão de Incentivo Interno: FEEVALE.

Fernanda Rodrigues, Universidade Federal de Santa Maria - UFSM
Graduada (2018) em Direito pela Faculdade de Direito de Santa Maria (FADISMA). Pós-graduanda em Direito Empresarial pela Verbo Jurídico. Membro do Grupo de Pesquisa em Propriedade Intelectual na Contemporaneidade, registrado no Diretório de Grupos do CNPq e certificado pela UFSM.

Referências

BUTLER, Judith. Problemas de Gênero: feminismo e subversão da identidade. ed: Civilização Brasileira. Rio de Janeiro, 2003.

CATROGA, Fernando. Memória, História e Historiografia. Editora Quarteto. ed.1, 2001.

DE LETRAS, Academia Brasileira. Biografia de Nélida Piñon. Disponível em: <http://www.academia.org.br/academicos/nelida-pinon/biografia>. Acesso em 21 jun de 2018.

DUARTE, Constância Lima. Feminismo e Literatura no Brasil. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-4014200300030001>. Acesso em 20 jun de 2018.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. TRADUÇÃO: Tomaz Tadeu da Silva e Guacira Lopes Louro. Rio de Janeiro: DPeA, 2006.

MORIN, Edgar. Introdução ao pensamento complexo. Tradução: Eliane Lisboa. 5 ed. Porto Alegre: Sulina, 2015.

______. O pensar complexo e a crise da modernidade. Organizadores: Alfredo Pena-Vega e Elimar Pinheiro de Almeida. Rio de Janeiro: Garamond, 2010.

POLLAK, Michael. Memória e Identidade Social. In: Estudos Históricos. Vol. 5. n.10. Rio de Janeiro: 1992.

SILVA, Tomaz Tadeu da; HALL, Stuart; WOODWARD, Kathryn. Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. 9. ed. Rio de Janeiro: Vozes, 2009

XAVIER, Elódia. Narrativa de autoria feminina na literatura brasileira: as marcas da trajetória. Disponível em: <http://litcult.net/2012/11/06/narrativa-de-autoria-feminina-na-literatura-brasileira-as-marcas-da-trajetoria/>. Acesso em 20 jun de 2018.

ZOLIN, Lúcia Osana. A literatura de autoria feminina no contexto da pós-modernidade. In: Revista de Estudos Literário - Ipotese. Vol. 13. Minas Gerais, 2009. Disponível em: <https://ipotesi.ufjf.emnuvens.com.br/ipotesi/article/view/613/549>. Acesso em 22 jun de 2018.

______. A construção do feminino nas literaturas portuguesa e brasileira contemporâneas: Miguel Torda e Nélida Piñon. Disponível em: <http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciHumanSocSci/article/view/4183/2847>. Acesso em 22 jun de 2018.

______. A representação da mulher na narrativa de Nélida Piñon. Disponível em: <https://seer.ufs.br/index.php/interdisciplinar/article/view/1112/950>. Acesso em 22 jun de 2018.

Publicado
2019-10-28
Seção
Estudos Literários