O JOGO ENTRE HISTÓRIA E FICÇÃO EM ESAÚ E JACÓ

  • Renato Oliveira Rocha Faculdade de Ciências e Letras (UNESP)

Resumo

Propomos uma interpretação de Esaú e Jacó a partir das relações entre história e ficção presentes no romance. Em sua penúltima publicação, de 1904, Machado de Assis utiliza como pano de fundo o período compreendido entre os anos finais da Monarquia e o início da República no Brasil para organizar a história dos gêmeos Pedro e Paulo. Os interesses particulares das personagens e a rivalidade dos gêmeos vão dialogar com o período político retratado, conforme tentaremos demonstrar. Interessa-nos também analisar a atuação da voz que narra no romance, capaz de configurar um verdadeiro jogo entre narrador e leitor.

Biografia do Autor

Renato Oliveira Rocha, Faculdade de Ciências e Letras (UNESP)
Mestrando em Estudos Literários, Faculdade de Ciências e Letras - UNESP/Araraquara.
Publicado
2014-09-01
Seção
Dossiê