Arquitetura da informação pervasiva

contribuições para os ambientes virtuais de aprendizagem

  • Henry Poncio Cruz de Oliveira Universidade Federal da Paraíba
  • Ráisa Mendes Fernandes de Souza Universidade Federal da Paraíba
Palavras-chave: Arquitetura da Informação Pervasiva, Ambientes virtuais de aprendizagem, Ciência da informação, Ecologias Informacionais Complexas

Resumo

A Arquitetura da Informação é uma área do conhecimento que fornece uma base teórica para estruturação e organização informacional dos ambientes digitais. Baseada nos princípios dessa área, esta investigação tem como objetivo geral entender como a Arquitetura da Informação Pervasiva pode contribuir para a elaboração de ambientes virtuais de aprendizagem. Após a apresentação dos conceitos que permeiam o universo dos ambientes virtuais de aprendizagem e da Arquitetura da Informação, concluiu-se que a aprendizagem colaborativa pode ser potencializada por meio da criação de estruturas ecológicas intuitivas, práticas e funcionais. É essencial a preocupação para que o AVA esteja customizado de acordo com seu público, garantindo melhor estruturação dos links e o acesso às informações e ao próprio conteúdo postado. A principal contribuição desta pesquisa é a proposta de uma discussão que sirva como insumo para o posterior desenvolvimento de ambientes informacionais educacionais e digitais, levando em conta princípios da Arquitetura da Informação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AGNER, L. Ergodesign e arquitetura da informação: trabalhando com o usuário. 2. ed. Rio de Janeiro: Quartet, 2009. Disponível em: http://ead.cmfarra.com/pluginfile.php/1500/mod_folder/content/0/6-Miscel%C3%A2nia/Ergodesign%20e%20Arquitetura%20de%20Informa%C3%A7_o%20-%20Luiz%20Agner%20-%20compartilhandodesign.wordpress.com.pdf?forcedownload=1. Acesso em: 10 ago. 2017.

ALMEIDA, M. E. B. de. Educação a distância na internet: abordagens e contribuições dos ambientes digitais de aprendizagem. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 29, n. 2, p. 327-340, jul./dez. 2003. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1517-97022003000200010&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 16 ago. 2017.

ALONSO, K. M.; SILVA, D. G. da.; MACIEL, C. Ambientes virtuais de aprendizagem, participação e interação, ou sobre o muito caminhar. Perspectiva, Florianópolis, v. 30, n. 1, 77-104, jan./abr. 2012. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/perspectiva/article/viewFile/2175-795X.2012v30n1p77/22186. Acesso em: 10 ago. 2017.

BARKER, I. What is Information Architecture? KM Column, may, 2005. Disponível em: http://www.steptwo.com.au/files/kmc_whatisinfoarch.pdf. Acesso em: 19 ago. 2017.

BERTINI, L. de F. et al. A comunicação no ambiente virtual de aprendizagem de um curso a distância para formação de professores. Revista Educação em Questão, Natal, v. 52, n. 38, p. 137-162, maio/ago. 2015. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/educacaoemquestao/article/download/7965/5726. Acesso em: 12 ago. 2017.

CAMARGO, L. S. A. Metodologia de Desenvolvimento de Ambientes Informacionais Digitais a Partir dos Princípios da Arquitetura da Informação. 2010. 287 p. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) - UNESP – Faculdade de Filosofia e Ciências Campus de Marília. Disponível em: http://www.marilia.unesp.br/Home/Pos-Graduacao/CienciadaInformacao/Dissertacoes/camargo_lsa_do_mar.pdf. Acesso em: 19 ago. 2017.

COSTA, R. M. S. Ambiente virtual de ensino e aprendizagem como software educacional centrado no usuário. Educação & Tecnologia, n.15, p. 91-107, 2015. Disponível em: http://revistas.utfpr.edu.br/pb/index.php/revedutec-ct/article/view/1793. Acesso em 18 ago. 2017.

DILLON, A.; TURNBULL, D. Information Architecture. In: DEKKER, M. Encyclopedia of Library and Information Science. [S. l.]: Taylor & Francis, 2006. Disponível em: https://www.ischool.utexas.edu/~adillon/BookChapters/ECLIS-IA.pdf. Acesso em: 12 ago. 2017.

FELIPE, A. A. C. Ciência da Informação e ambientes colaborativos de aprendizagem: um estudo da plataforma Moodle – UFPB. 2011. 154 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Centro de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2011. Disponível em: https://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=1&cad=rja&uact=8&ved=0ahUKEwir6uvL49_VAhVIH5AKHfnEB90QFggnMAA&url=http%3A%2F%2Ftede.biblioteca.ufpb.br%2Fhandle%2Ftede%2F3998&usg=AFQjCNELl_5H2j-bxxT8NipfPY5HrClSjw. Acesso em: 10 ago. 2017.

FELIPE, A. A. C. Diretrizes para a gestão da informação em ambientes virtuais de aprendizagem. Revista ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina, Florianópolis, v. 18, n. 2, p. 884-900, jul./dez., 2013. Disponível em: https://revista.acbsc.org.br/racb/article/view/884. Acesso em: 11 ago. 2017.

GARRETT, J. J. The elements of user experience: user centered design for the web and beyond. 2. ed. Berkeley, CA: News Riders, 2011.

LACERDA, F. Arquitetura da Informação Pervasiva: projetos de ecossistemas de informação na internet das coisas. 2015. 226 f., il. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) - Universidade de Brasília, Brasília, 2015. Disponível em: http://repositorio.unb.br/handle/10482/19646. Acesso em: 25 set. 2019.
LAZZARIN, F. A. et al. Da informação à compreensão: reflexões sobre a Arquitetura da Informação, Usabilidade e Acessibilidade no campo da Ciência da Informação. Biblionline, João Pessoa, v.8, n. esp., p. 231-244, 2012. Disponível em: http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/biblio/article/view/14210/811 . Acesso em: 19 ago. 2017.

LIMA, J. L. O. Avaliação discente em cursos de graduação a distância mediados por ambientes virtuais de aprendizagem: necessidade de informações dos docentes na visão de especialistas europeus e brasileiros. 2016. 298 f. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) – Faculdade de Ciência da Informação, Universidade de Brasília, Brasília, 2016. Disponível em: http://repositorio.unb.br/handle/10482/22333. Acesso em: 10 ago. 2017.

MCGREAL, R. Learning objects: a practical definition. 2004. Disponível em: http://www.itdl.org/journal/sep_04/article02.htm. Acesso em: 1 ago. 2017.

MENEGOTTO, D. B.; BECKER, F.; MARQUES, T. B. I. Práticas docentes em ambientes virtuais de aprendizagem: o planejamento da organização didática por meio do uso da linguagem escrita. Interfaces da Educ., Paranaíba, v. 5, n. 12, p. 208-223, 2014. Disponível em: https://periodicosonline.uems.br/index.php/interfaces/article/view/500. Acesso em: 9 ago. 2017.

OLIVEIRA, H. P. C. de. Arquitetura da Informação Pervasiva: contribuições conceituais. 2013. 203 f. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) – Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista, Marília, 2014. Disponível em: https://www.marilia.unesp.br/Home/Pos-Graduacao/CienciadaInformacao/Dissertacoes/oliveira_hpc_do_mar.pdf. Acesso em: 24 set. 2019.

PADUA, M. C. Arquitetura da informação pervasiva e experiência do usuário: avaliando os ambientes informacionais do Proine. 2014. 239 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) - Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2014. Disponível em: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/3968. Acesso em: 10 set. 2019.
PEREIRA, A. T. C.; SCHMITT, V.; DIAS, M. R. A. C. Ambientes Virtuais de Aprendizagem. In: PEREIRA, A.T.C. (Org). AVA -Ambientes Virtuais de Aprendizagem em diferentes contextos. 1. ed. Rio de Janeiro: Ciência Moderna, 2007. Cap. 1, p. 4-22. Disponível em: http://www.pucrs.br/famat/viali/tic_literatura/artigos/ava/2259532.pdf. Acesso em: 10 ago. 2017.

RESMINI, A.; ROSATI, L. Pervasive information architecture: designing cross-channel user experiences. Burlington: Elsevier, 2011.
RIBEIRO, O. B.; VIDOTTI, S. A. B. G. Otimização do acesso à informação científica: discussão sobre a aplicação de elementos da arquitetura da informação em repositórios digitais. Biblos, Rio Grande, v. 23, n. 2, p. 105-116, 2009. Disponível em: https://www.seer.furg.br/biblos/article/view/1309/593. Acesso em: 18 ago. 2017.

ROSENFELD, L.; MORVILLE, P; ARANGO, J. Information architecture for the world wide web: designing for the web and beyound. 4. ed. Sebastopol, CA: O´Reilly Media, 2015.

SANTOS, E. O. dos. Ambientes virtuais de aprendizagem: por autorias livres, plurais e gratuitas. Revista da FAEEBA, Salvador, v. 11, n. 18, jul/dez. 2002. Disponível em: http://www.uneb.br/revistadafaeeba/files/2011/05/numero18.pdf. Acesso em: 17 ago. 2017.

SOUSA, M. R. F. de, PÁDUA, M. C. Arquitetura da Informação Pervasiva: desvendando as heurísticas de Resmini e Rosati. Informação & Tecnologia, v. 1, n. 1, p. 68-80, jan./jun., 2014. Disponível em: http://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/itec/article/view/19294/11001. Acesso em: 22 set. 2019.

WAGNER, E. D. (2002). Steps to creating a content strategy for your organization. The eLearning Developers' Journal, n. 29, oct. 2002. Disponível em: http://www.elearningguild.com/pdf/2/102902MGT-H.pdf. Acesso em: 1 jul. 2017.
Publicado
2019-11-02
Como Citar
OLIVEIRA, H. P. C. DE; SOUZA, R. M. F. DE. Arquitetura da informação pervasiva. Informação em Pauta, v. 4, n. especial 2, p. 65-83, 2 nov. 2019.