Usabilidade dos websites dos repositórios institucionais dos IFES do Brasil nos dispositivos móveis

o contexto das cibercidades

  • Ronnie Anderson Nascimento de Farias Universidade Federal da Paraíba
  • Júlio Afonso Sá de Pinho Neto Universidade Federal da Paraíba
  • Izabel França de Lima Universidade Federal da Paraíba
Palavras-chave: Comunicação científica, Publicações de acesso livre, Recursos de informação na Internet, Repositórios institucionais, Dispositivos móveis

Resumo

A disponibilização das informações produzidas pelos usuários das instituições acadêmicas por repositórios institucionais pode ser atribuída aos dispositivos móveis no contexto das cibercidades. Objetiva identificar a usabilidade dos websites dos repositórios institucionais das Universidades Federais do Brasil, nos dispositivos móveis, pela análise dos softwares Sitechecker, Seoptimer e ISO/IEC 9126:1. É uma pesquisa explicativa e descritiva, com análises quantitativa e qualitativa desses 62 websites, no período de 01 a 25 de janeiro de 2019. Conclui que apenas 17% dos websites dos repositórios institucionais das universidades do Brasil têm atributos de usabilidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT). NBR ISO 9241: ergonomia da interação humano-sistema. Parte 11: orientações sobre usabilidade. Rio de Janeiro: ABNT, 2002.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR ISO/IEC 9126-1: Engenharia de software - Qualidade de produto. Rio de Janeiro: ABNT, 2003. 21 p.

BAUMAN, Z. Modernidade Líquida. Rio de Janeiro: Zahar, 2001.

BELL, D. Dos Bens aos Serviços – a transformação da forma da economia. O Advento da Sociedade Pós-industrial: uma tentativa de previsão social. São Paulo:Editora Cultrix, 1977.

BOENTE, Alfredo; BRAGA, Gláucia. Metodologia científica contemporânea. Rio de Janeiro: Brasport, 2004.

CARVALHO, Maria Carmen Romcy de; OLIVEIRA, Leonardo Silva; OLIVEIRA, Luciana Lima de; SILVA, Laura Patrícia da; MENDES, Cristiani Alencar. O repositório institucional como recurso de apoio à gestão do conhecimento da Universidade Católica de Brasília. In: 1ª Conferência Iberoamericanade Publicações Eletrônicas no Contexto da Comunicação Científica, Universidade de Brasília, 25 a 28 de abril de 2006. Disponível em: http://dspace.ibict.br/dmdocuments/Maria_Carmen_Romcy_deCarvalho.pdf. Acesso em: 12 dez. 2018.

DAVIS, P.; CONNOLY, M. Institutional repositories – evaluating the reasons for non-use of Cornell University’s installation of dspace. D-Lib Magazine, v. 13 n. 3/4, mar./abril, 2007. Disponível em: www.openarchives.org/documents/jcdl2001-oai.pdf. Acesso em: 20 jan. 2019.

DUARTE, E. Desejo de cidade – múltiplos tempos, das múltiplas cidades, de uma
mesma cidade. In: PRYSTON, A. (org). Imagens da cidade: Espaços urbanos na
comunicação e cultura contemporânea. Porto Alegre: Sulina, 2006.

E-PWG. Padrões Web em Governo Eletrônico e-PWG: Cartilha de Usabilidade / Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação –Brasília: MP, SLTI, 2010. 50p. Disponível em: http://www.governoeletronico.gov.br/acoes-e-projetos/padroes-brasil-e-gov. Acesso em 30 nov. 2018.

FARIAS, R. A. N.; GALINDO, Marcos. Análise de comportamento do uso de repositórios digitais de universidades federais brasileiras. Páginas A & B. Arquivos & Bibliotecas, v.6, p. 3-18, 2017.

FERREIRA, S. Estudos de Necessidades de Informação: dos paradigmas
tradicionais à abordagem sense-making. Porto Alegre: ABEBD, 1997. Disponível em:
http://www.eca.usp.br/nucleos/sense/textos/sumar.htm. Acesso em: 15 out. 2018.

FONTES, Gabriela Scroczynski; LIMA E GOMES, Icléia Rodrigues de. Cibercidades: as tecnologias de comunicação e a reconfiguração de práticas sociais. Informação & Informação, [S.l.], v. 18, n. 2, p. 60–76, ago. 2013. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/16161. Acesso em: 25 jan. 2019.

ISO. Ergonomia da interação humano-sistema: Parte 11: Usabilidade: Definições e conceitos. 2018. Disponível em: https://www.iso.org/obp/ui/#iso:std:iso:9241:-11:ed-2:v1:en. Acesso em: 03 jan. 2019.

LAZZARIN, Fabiana Aparecida, CARNEIRO, Naiany de Souza, DE SOUZA, Emília Augusta Alves, DE SOUZA, Marckson Roberto Ferreira. DA INFORMAÇÃO À COMPREENSÃO: refexões sobre Arquitetura da Informação, Usabilidade e Acessibilidade no campo da Ciência da Informação. Biblioonline. v. 8, n. esp., p. 231-244. 2012. Disponível em: http://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/biblio/article/view/14210. Acesso em 23 jan. 2019.

LÉVY, Pierre. As tecnologias da inteligência: o futuro do pensamento na era da informática. São Paulo: Editora 34, 1993. 208 p. Tradução Carlos Irineu da Costa.

LÉVY, P. Cibercultura. São Paulo: Ed. 34, 2000.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos da metodologia científica. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

MARCONDES, Carlos Henrique; SAYÃO, Luís Fernando. Softwares livres para repositórios institucionais: alguns subsídios para a seleção. In: SAYÃO, Luís Fernando et al.(org.). Implantação e gestão de repositórios institucionais: políticas, memória, livre acesso e preservação. Salvador: EDUFBA, 2009. 365 p.

PARANÁ. Celepar. Governo do Estado do Paraná. Boas práticas em usabilidade. 2019. Disponível em: http://www.usabilidade.celepar.pr.gov.br/. Acesso em: 03 jan. 2019.

RIBEIRO, Odília Barbosa; VIDOTTI, Silvana Aparecida Borsetti Gregório. Otimização do acesso à informação científica: discussão sobre a aplicação de elementos da arquitetura da informação em repositórios digitais. Biblos: Revista do Instituto de Ciências Humanas e da Informação, São Paulo, v. 23, n. 2, p.105-106, jan. 2009. Disponível em: http://www.brapci.inf.br/index.php/article/download/9995. Acesso em: 21 jan. 2019.

SAYÃO, Luis. Implantação e gestão de repositórios institucionais: políticas, memória, livre acesso e preservação. Salvador: EDUFBA, 2009. 365 p.

SEOPTIMER (Hongkong). Ferramenta de Relatórios e auditoria de SEO. 2019. Disponível em: https://www.seoptimer.com/. Acesso em: 03 jan. 2019.

SERRA, J. Paulo. A Informação como Utopia. Covilhã: UBI, 1998.

SITECHECKER (Ucrania). Consultar Score gratuito de SEO de seu site. 2019. Disponível em: https://sitechecker.pro/pt/?fbclid=IwAR15gCp-p8IBMvqC_P6i-lC2vv0h9mE8Jsg5gDEw5DPXc2a8rWo5tcmo1nY. Acesso em: 03 jan. 2019.

TAMMARO, Anna Maria; SALARELLI, Alberto. A biblioteca digital. Brasília: Briquet de Lemos, 2008. xvi, 378 p.

WARE, Mark. Institutional repositories and scholarly publishing. Learned Publishing, v. 17, n. 2, 2004, p. 115-124. Disponível em: http://www.alpsp.org/ngen_public/. Acesso em: 22 jan. 2019.
Publicado
2019-11-02
Como Citar
FARIAS, R. A. N. DE; PINHO NETO, J. A. S. DE; LIMA, I. F. DE. Usabilidade dos websites dos repositórios institucionais dos IFES do Brasil nos dispositivos móveis. Informação em Pauta, v. 4, n. especial 2, p. 84-98, 2 nov. 2019.

Artigos do(s) mesmo(s) autor(es) mais lidos