Análise cientométrica sobre a produção científica em meditação nos periódicos da Medicina

  • Jane Guirado Universidade Federal de Minas Gerais
  • Marlene Oliveira Universidade Federal de Minas Gerais
  • Rubens Tavares Universidade Federal de Minas Gerais
Palavras-chave: Cientometria, Terapias complementares, Meditação, Web of Science, Scopus

Resumo

O estudo tem como objetivo geral analisar a inserção do tema Meditação no núcleo de periódicos científicos da área médica, referentes a cinco países (Estados Unidos; Reino Unido (SCOPUS) e Inglaterra (Web of Science); Índia; Austrália; e Canadá) que lideram o ranking dessa produção científica, que se encontra indexada nas bases Web of Science e SCOPUS. Trata-se de um estudo cientométrico, descritivo, de abordagem quantitativa. O recorte temporal refere-se ao período de 2009 a 2018. A pesquisa analisou o núcleo de periódicos científicos com relação: ao impacto; à procedência; a categoria de assuntos; e identificação dos 15 títulos que mais publicaram sobre o tema. O resultado da pesquisa mostrou que esse núcleo é constituído por periódicos classificados em diversos assuntos da área médica, em ambas as bases. As especialidades que se destacaram foram: a Neurologia (Web of Science) e a Psiquiatria (SCOPUS). Em referência ao impacto verificou-se que a maioria dos títulos é de alto impacto e de procedência de países da América do Norte e Europa. Acredita-se que esse estudo possa contribuir ao revelar padrões de comportamento, por meio dos estudos métricos, a respeito do canal formal utilizado por essa comunidade científica para publicar seus resultados de pesquisa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jane Guirado, Universidade Federal de Minas Gerais

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Gestão e
Organização do Conhecimento - PPG-GOC
Escola de Ciência da Informação - UFMG

Marlene Oliveira, Universidade Federal de Minas Gerais

Doutora pela Universidade de Brasília, mestre pelo Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia -RJ e graduada em Biblioteconomia pela FUOM/MG. Atualmente exerce atividades de ensino e pesquisa na Escola de Ciência da Informação- ECI da UFMG como Professor associado II.

Rubens Tavares, Universidade Federal de Minas Gerais

Graduado em Medicina pela UFMG (1995), mestre em Ginecologia e Obstetrícia pela UFMG (2002) e doutor em Ciências pela UNIFESP com período sandwich na Weill Medical College of Cornell University, New York, USA (2006). Atualmente é professor Adjunto IV e Vice Chefe do Departamento de Ginecologia e Obstetrícia da UFMG.

Referências

ALEIXANDRE-TUDÓ, J. L.; BOLAÑOS-PIZARRO, M.; ALEIXANDRE-BENAVENT, R. Mapping the scientific research in organic farming: a bibliometric review. Scientometrics, [s.l.], v. 105, p. 295–309, 2015. DOI: 10.1007/s11192-015-1677-4. Disponível em: https://link.springer.com/article/10.1007/s11192-015-1677-4. Acesso em: 12 fev. 2020.

ALVARADO, R. U. A Lei de Lotka e a produtividade dos autores. 2007. 267f. Tese (Doutorado) - Escola Ciência da Informação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2007.
ARIAS, A. J. et al. Systematic review of the efficacy of meditation techniques as treatments for medical illness. Journal of Alternative and Complementary Medicine, v. 12, n. 8, p. 817-832, Oct 2006. Disponível em: https://www.semanticscholar.org/paper/Systematic-review-of-the-efficacy-of-meditation-as-Arias-Steinberg/8db7f5a54321e1a4cd51d0666607279556a57404. Acesso em 20 jul 2019.

ASSIS, D. Os benefícios da meditação nos processos de aprendizagem. Revista Saberes em Ação, v. 1, n. 2, 2014. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/interespe/article/viewFile/17445/12968. Acesso em: 15 jul 2019.
BANKARD, J. Training Emotion Cultivates Morality: How Loving-Kindness Meditation Hones Compassion and Increases Prosocial Behavior. J Relig Health, v. 54, n. 6, p. 2324-43, 2015. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1007/s10943-014-9999-8. Acesso em: 10 jan 2019.

BARBALHO, C. R. S. Periódico científico: parâmetros para avaliação de qualidade. In: FERREIRA, S. M. S. P. F.; TARGINO, M. G. (org.). Preparação de revistas científicas teoria e prática. São Paulo: Reichmann&Autores, 2005. cap. 5, p.123 - 158.

BETTIO, M.; ALVAREZ, G. R.; VANZ, S. A. S. Produção e colaboração científica da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre. Informação & informação, Londrina, v. 22, n. 1, p. 88-110, jan./abr 2017. DOI: 10.5433/1981-8920.2017v22n1p88. Disponível em: http://hdl.handle.net/10183/163684. Acesso em: 01 mar. 2020.

BIOJONE, M. R. Forma e função dos periódicos científicos na comunicação da ciência. 2001. 107 f. Dissertação (Mestrado) - Departamento de Biblioteconomia e Documentação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2001.

CONTRERAS, D. et al. Opinions of medical students about complementary therapies. Revista Medica De Chile, v. 143, n. 8, p. 1020-1027, Aug 2015. Disponível em: https://europepmc.org/abstract/med/26436931. Acesso em: 10 jan 2019.

COUTINHO, E. As armadilhas da lei de Bradford. Revista de Biblioteconomia de Brasília, [Brasília], v. 16, n. 2, p. 217-225, jul./ dez., 1988. Disponível em: http://www.brapci.inf.br/_repositorio/2011/07/pdf_5ce9153ef8_0017668.pdf. Acesso em: 22 fev. 2020.

DALAI LAMA. "Our Faith in Science". New York Times, 12 Nov. 2005. Disponível em: https://www.nytimes.com/2005/11/12/opinion/our-faith-in-science.html. Acesso em: 12 jan 2019.
DESCRITORES EM CIÊNCIAS DA SAÚDE: DECS. Meditação. São Paulo: BIREME / OPAS / OMS, 2017. Disponível em: http://decs.bvs.br/cgibin/wxis1660.exe/decsserver/?IsisScript=../cgi-bin/decsserver/decsserver.xis&task=exact_term&previous_page=homepage&interface_language=p&search_language=p&search_exp=Medita%E7%E3o&show_tree_number=T. Acesso em: 12 jan 2019.
GARVEY, W. Communication: the essence of science. New York: Pergamon , 1979.

GOLEMAN, D. J.; SCHWARTZ, G. E. Meditation as an intervention in stress reactivity. Journal of Consulting and Clinical Psychology, v. 44, n. 3, p. 456 - 466, 1976.

GOMES, M Y F S F. Tendências atuais da produção científica em Biblioteconomia e Ciência da Informação no Brasil. DataGramaZero - Revista de Ciência da Informação, [s.l.], v.7, n.3, jun 2006. Disponível em: http://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/2393. Acesso em: 15 mar 2020.
GUEDES, V.; BORSCHIVER, S. Bibliometria: uma ferramenta estatística para a gestão da informação e do conhecimento, em sistemas de informação, de comunicação e de avaliação científica e tecnológica. In: CINFORM – ENCONTRO NACIONAL DE CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 6., 2005, Salvador. Anais... Salvador: ICI/UFBA, 2005. p.1 - 18.

JONES, A. W. Impact factors of forensic science and toxicology journals: what do the numbers really mean? Forensic Science International, v. 133, n. 1-2, p. 1-8, 2003. Disponível em: www.periodicos.capes.gov.br. Acesso em: 20 jan 2019.

KEMENY, M. E. et al. Contemplative/Emotion Training Reduces Negative Emotional Behavior and Promotes Prosocial Responses. Emotion, v. 12, n. 2, p. 338-350, Apr 2012. Disponível em: https://greatergood.berkeley.edu/images/uploads/Kemeny_Contemplative_Emotion_Training.pdf . Acesso em: 25 jan 2019.
LARA, M. L. G. Termos e conceitos da área de comunicação e produção científica. In: POBLACION, D. A.;WITTER, G. P. et al. (ed.). Comunicação e produção científica: contexto, indicadores, avaliação. São Paulo: Angellara, 2006. Glossário, p.387-414, p.426.

LEVINE, M. The positive psychology of Buddhism and yoga: paths to a mature happiness. Mahwah, NJ: Lawrence Erlbaum, 2000.

MACHADO, R. N. Análise cientométrica dos estudos bibliométricos publicados em periódicos da área de biblioteconomia e ciência da informação (1990-2005). Perspect. ciênc. inf. [online], v.12, n.3, p .2-20, 2007.
Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/pci/v12n3/a02v12n3.pdf. Acesso em: 28 jan 2019.

MAIA, S. C. et al. Mapping the literature on credit unions: a bibliometric investigation grounded in Scopus and Web of Science. Scientometrics, [s.l.], v. 120, p. 929–960, 2019. DOI: https://doi.org/10.1007/s11192-019-03165-1. Disponível em: https://link.springer.com/article/10.1007/s11192-019-03165-1. Acesso em: 12 fev. 2020.

MEADOWS, A. J. A comunicação científica. Brasília: Briquet de Lemos, 1999.

MIRANDA, D. B.; PEREIRA, M. D. N. F. O periódico científico como veículo de comunicação: uma revisão de literatura. Ciência da informação, v. 25, n. 3, p. 375 - 382, 1996. Disponível em: http://revista.ibict.br/ciinf/article/view/636/640. Acesso em: 18 jan 2019.

ORGANIZACIÓN MUNDIAL DE LA SALUD. Estrategia de la OMS sobre medicina tradicional: 2014-2023. Ginebra, Suiza: OMS, c2013. Disponível em: http://apps.who.int/medicinedocs/documents/s21201es/s21201es.pdf. Acesso em: 18 jan 2019.
PACKER, A. L.; MENEGHINI, R. Visibilidade da produção científica. In: POBLACION, Dinah Aguiar; WITTER, Geraldina Porto; SILVA, José Fernando Modesto da (org.). Comunicação e produção científica: contexto, indicadores, avaliação. São Paulo: Angellara, 2006. cap. 9, p.237- 259.
POBLACION, D. A.; WITTER, G. P.; SILVA, J. F. M. D. Comunicação & produção científica: contexto, indicadores e avaliação. São Paulo: Angellara, 2006.

REVERTER-MASÍA, J. et al. Papers production in the database Web of Science and Scopus about physical education: comparative study between Spain and Brazil. Transinformação, Campinas, v. 26, n. 2, p. 113-124, May-Aug. 2014. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/0103-37862014000200001. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-37862014000200113&script=sci_arttext&tlng=es. Acesso em: 21 nov. 2017.

SANZ-CASADO, E. et al. Metric studies of information: an approach towards a practical teaching method. Education for Information, v. 20, n. 2, p. 133-144, 2002. Disponível em: https://www.scopus.com/inward/record.uri?eid=2-s2.0-0036592154&partnerID=40&md5=238f4752aee44c2e1e20613142d60c22. Acesso em: 20 jan 2019.

SILVA, M. S.; RAMOS, L. M. V. C.; NORONHA, D. P. Base de dados. In: POBLACION, D.A.; WITTER, G.P.; SILVA, J.F.M. (org). Comunicação e produção científica: contexto, indicadores e avaliação. São Paulo: Angellara, 2006. cap. 10, p. 261-286.

SOLLA PRICE, D. J. O desenvolvimento da ciência: análise histórica, filosófica, sociológica e econômica. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos, 1976.

SOUSA, I. M. C. D. et al. Práticas integrativas e complementares: oferta e produção de atendimentos no SUS e em municípios selecionados. Cadernos de Saúde Pública, v. 28, p. 2143-2154, 2012. Disponível em: http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2012001100014&nrm=iso. Acesso em: 18 jan 2019.
TARGINO, M. G.. Comunicação científica: uma revisão de seus elementos básicos. Informação e Sociedade: Estudos, João Pessoa, v. 10, n. 2, p. 67-85, 2000. Disponível em: http://www.periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/ies/article/view/326/248. Acesso em: 10 jan 2019.

TARGINO, M. G.; GARCIA, J. Preparação de revistas científicas: teoria e prática. São Paulo: Reichmann & Autores, 2005. p. 195-229.

ZIMAN, J. M. Conhecimento público. Belo Horizonte: Itatiaia; São Paulo: EDUSP, 1979.
Publicado
2020-06-30
Como Citar
GUIRADO, J.; OLIVEIRA, M.; TAVARES, R. Análise cientométrica sobre a produção científica em meditação nos periódicos da Medicina. Informação em Pauta, v. 5, n. 1, p. 98-121, 30 jun. 2020.