EDUCAÇÃO DO INDIVÍDUO PARA O SÉCULO XXI: O RELATÓRIO DELORS COMO REPRESENTAÇÃO DA PERSPECTIVA DA UNESCO

Autores

  • Felipe Augusto Fernandes Borges

DOI:

https://doi.org/10.29148/labor.v1i16.6504

Resumo

Este trabalho pretende realizar uma análise do Relatório da Comissão Internacional sobre Educação para o século XXI da UNESCO, “Educação: Um tesouro a Descobrir”, o conhecido Relatório Delors. Empreendemos para tal um estudo sobre os principais pontos do referido Relatório, demonstrando as concepções de educação e formação expressas pelo mesmo. Aborda-se ainda a centralidade dos princípios dos “quatro pilares da educação” concebidos como fundamentos do projeto educacional preconizado no documento. É abordada também a responsabilização individual do sujeito pelas soluções aos problemas e conflitos do planeta e a desconsideração que se faz das contradições sociais como responsáveis por tais tensões sociais. Nesta análise demonstramos o caráter de responsabilidade da educação para formação do cidadão necessário ao século XXI sob a perspectiva da UNESCO, bem como apontamos para a influência que estas concepções exercem sobre as políticas educacionais elaboradas no Brasil e em outros países.

Biografia do Autor

Felipe Augusto Fernandes Borges

Doutorando em História pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Mestre em Educação (UEM, 2015). Pedagogo da Universidade Federal do Paraná. Participa dos grupos de pesquisa: Laboratório de Estudos do Império Português (LEIP) e Educação, História e Cultura Brasileira: séculos XVI, XVII e XVIII (DEHSCUBRA).

Downloads

Publicado

2017-03-15

Como Citar

BORGES, Felipe Augusto Fernandes. EDUCAÇÃO DO INDIVÍDUO PARA O SÉCULO XXI: O RELATÓRIO DELORS COMO REPRESENTAÇÃO DA PERSPECTIVA DA UNESCO. Revista Labor, [S. l.], v. 1, n. 16, p. 12–30, 2017. DOI: 10.29148/labor.v1i16.6504. Disponível em: http://www.periodicos.ufc.br/labor/article/view/6504. Acesso em: 21 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos