RELAÇÕES DE TRABALHO NO TERCEIRO SETOR: UM ESTUDO EM ASSOCIAÇÕES DE PAIS E AMIGOS DOS EXCEPCIONAIS (APAEs)

  • Amanda Burchert
  • Denise Macedo Ziliotto

Resumo

O objetivo deste artigo é identificar aspectos da relação de trabalho existentes em organizações do terceiro setor. A pesquisa se constituiu por uma análise qualitativa e exploratória a partir de entrevistas com gestores de APAEs. Os resultados obtidos indicam a predominância de práticas de contratação e demissão como modalidades de mediação dos vínculos, realizada em parceria com as prefeituras locais. A cedência de servidores pelo município, a ausência de profissionais qualificados na região pesquisada e a identificação dos trabalhadores com as demandas e características das instituições são desafios presentes nestas organizações. Diferentemente do aspecto majoritário do terceiro setor, nas instituições pesquisadas não há membros voluntários em virtude do receio de ações trabalhistas e reduzida articulação da comunidade. Observa-se que a diretoria tem participação efetiva nas decisões, em conjunto com a coordenação pedagógica, e há multifuncionalidade nos processos de trabalho em função do quadro de pessoal restrito.

Biografia do Autor

Amanda Burchert
Graduada em Gestão de Recursos Humanos pelo Centro Universitário La Salle Canoas
Denise Macedo Ziliotto
Doutora em Psicologia Social pela USP. Docente e coordenadora do curso de Gestão de RH no Centro Universitário La Salle Canoas; docente e pesquisadora no programa de pós graduação em Educação na mesma instituição.
Publicado
2017-03-16
Seção
Artigos