SINDICALISMO EM TEMPOS DIFÍCEIS: REFLEXÕES SOBRE A ORGANIZAÇÃO POLÍTICA DE UMA CLASSE TRABALHADORA CADA VEZ MAIS FRAGMENTADA

Autores

  • Mônica Duarte Cavaignac

DOI:

https://doi.org/10.29148/labor.v1i8.6697

Resumo

O presente artigo apresenta reflexões sobre a organização política dos trabalhadores em tempos marcados por profundas mudanças no mundo do trabalho, diante das quais o movimento sindical, longe de contrapor-se radicalmente ao capital, assume uma posição defensiva e um caráter setorial frente às ofensivas do sistema, tentando resistir à crescente precarização das condições de trabalho e de vida de uma classe trabalhadora cada vez mais fragmentada. Nesse contexto, suas estratégias de resistência têm sido dificultadas tanto pelo desemprego estrutural, como pelas novas formas de (sub)contratação e intensa rotatividade da força de trabalho, submetida a um mercado desregulamentado ou regulado pelas diretrizes neoliberais.

Biografia do Autor

Mônica Duarte Cavaignac

Doutora em Sociologia pela Universidade Federal do Ceará (UFC); Professora do Curso de Serviço Social da Universidade Estadual do Ceará (UECE) e da Faculdade Cearense (FaC).

Downloads

Publicado

2017-03-25

Como Citar

CAVAIGNAC, Mônica Duarte. SINDICALISMO EM TEMPOS DIFÍCEIS: REFLEXÕES SOBRE A ORGANIZAÇÃO POLÍTICA DE UMA CLASSE TRABALHADORA CADA VEZ MAIS FRAGMENTADA. Revista Labor, [S. l.], v. 1, n. 8, p. 48–63, 2017. DOI: 10.29148/labor.v1i8.6697. Disponível em: http://www.periodicos.ufc.br/labor/article/view/6697. Acesso em: 21 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos