ANÁFORA A DISTÂNCIA

ASPECTOS MULTIMODAIS, EPISTÊMICOS E NORMATIVOS NA INTERAÇÃO

Autores

  • Alena CIULLA
  • Suzana Leite CORTEZ
  • Mayara Arruda MARTINS

DOI:

https://doi.org/10.36517/revletras.41.1.13

Resumo

Este artigo adota uma abordagem conversacional, interacionista e multimodal para estudar os fenômenos de recuperação anafórica a distância. A investigação aborda uma situação natural que torna particularmente salientes as questões epistêmicas e normativas relacionadas às anáforas, propondo tratá-las como problemas práticos resolvidos in situ pelos participantes no decorrer da sua atividade. A partir da análise em vídeo das interações entre garçons e clientes em um restaurante gastronômico, o artigo mostra, de fato, como as questões memoriais inerentes à recuperação anafórica se tornam visíveis, explícitas pelos próprios participantes e tratadas por eles na formatação multimodal de seus turnos.

Palavras-chave: Interação, multimodalidade, anáfora, dêixis, apontamento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-07-15

Como Citar

CIULLA, Alena; CORTEZ, Suzana Leite; MARTINS, Mayara Arruda. ANÁFORA A DISTÂNCIA: ASPECTOS MULTIMODAIS, EPISTÊMICOS E NORMATIVOS NA INTERAÇÃO. Revista de Letras, [S. l.], v. 1, n. 41, 2022. DOI: 10.36517/revletras.41.1.13. Disponível em: http://www.periodicos.ufc.br/revletras/article/view/81104. Acesso em: 23 fev. 2024.

Edição

Seção

TRADUÇÃO