AMOR, FIDELIDADE E TRADUÇÃO DE UM CONTO DE MARÍA DE ZAYAS

Autores

  • Rosangela Schardong Universidade Estadual de Ponta Grossa

DOI:

https://doi.org/10.36517/revletras.42.1.15

Resumo

O artigo Amor, traição e tradução debruça-se sobre a tradução do conto “La fuerza del amor” (1637), de María de Zayas, uma das raras mulheres a publicar livros no Século de Ouro espanhol. O conto integra a coletânea Novelas amorosas y ejemplares, cujos contos emoldurados têm uma função política: fazer a defesa das mulheres. O artigo ambiciona trazer comentários e reflexões analíticas a respeito da autora, de sua obra, de alguns aspectos das edições e traduções que circularam ao longo dos séculos e, em especial, apresentar trechos, comentar e analisar as escolhas feitas no processo de tradução para o português do Brasil, deste conto. Abordando a tensão entre os conceitos de fidelidade e traição, as reflexões sobre os percalços do fazer tradutório aplicado ao texto e ao contexto literário do passado apoiam-se em Benjamin, Campos, Britto, Paes e Vizioli. Pesquisadora da obra de Zayas, a autora deste artigo é iniciante no exercício da tradução, atrevendo-se a apresentar ao diálogo crítico a coerência das escolhas e seu resultado. Espera-se que este artigo contribua para divulgar entre os leitores e estudiosos brasileiros a arrojada narrativa de Zayas, pluma em riste na defesa do gênero feminino e da escrita feita por mulheres.

 

PALAVRAS-CHAVE: amor; fidelidade; tradução.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2023-08-22

Como Citar

SCHARDONG, Rosangela. AMOR, FIDELIDADE E TRADUÇÃO DE UM CONTO DE MARÍA DE ZAYAS. Revista de Letras, [S. l.], v. 1, n. 42, 2023. DOI: 10.36517/revletras.42.1.15. Disponível em: http://www.periodicos.ufc.br/revletras/article/view/88035. Acesso em: 20 fev. 2024.