UM POUCO DA POÉTICA DE GUILLAUME APOLLINAIRE : “O CAVALO”, “ZONA” E O CALIGRAMA DO CAVALO

Autores

  • Maria Martins UFSCar

DOI:

https://doi.org/10.36517/revletras.42.1.6

Resumo

O trabalho apresenta propostas de tradução para a língua portuguesa de três poemas de autoria do poeta francês do início do século XX Guillaume Apollinaire. Exploram-se, nos comentários, as noções de ritmo, de sujeito de poema e de modernidade na linha do pensamento do linguista, poeta e tradutor francês Henri Meschonnic. Também na linha desse pensamento, alerta-se para a forma com que os componentes da Ética, da Poética e do Político presentificam-se nos poemas em processo de interação recíproca. Trata-se de poemas publicados nos anos de 1911, 1913 e 1918, encontrando-se em cada um deles uma proposta rítmica e poética diferenciada, que envolve diferentes desafios ao tradutor. Como os três poemas já possuem tradução em língua portuguesa, as propostas aqui apresentadas implicam revisitas, na presunção de buscar contemplar diferentemente o ritmo, este compreendido em sentido bastante abrangente, já que não descarta a métrica, mas não se reduz a ela.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2023-08-22

Como Citar

MARTINS, Maria. UM POUCO DA POÉTICA DE GUILLAUME APOLLINAIRE : “O CAVALO”, “ZONA” E O CALIGRAMA DO CAVALO . Revista de Letras, [S. l.], v. 1, n. 42, 2023. DOI: 10.36517/revletras.42.1.6. Disponível em: http://www.periodicos.ufc.br/revletras/article/view/88397. Acesso em: 4 mar. 2024.