GESTÃO PARTICIPATIVA: UM PROCESSO CONTÍNUO?

Autores

  • Lydia Maria Pinto Brito
  • Josiana Liberato Freire
  • Fernanda Fernandes Gurgel

DOI:

https://doi.org/10.29148/labor.v1i5.6647

Resumo

Este artigo teve como objetivo analisar o grau de participação dos servidores docentes e técnicos administrativos na gestão escolar de um Instituto Federal de Educação - IFE. Trata-se de um estudo de caso com enfoque quantitativo, no qual foi utilizado como instrumento um questionário com questões fechadas, adaptado de Holanda e Brito (2007). Com isso, aplicou-se um questionário para os 115 docentes e 59 técnicos administrativos, totalizando 174 servidores. Quanto às fases de análise e interpretação dos dados, foi realizada uma análise descritiva, com o tratamento de forma quantitativa. Os resultados da pesquisa apontaram que a participação dos docentes e dos técnicos administrativos encontra-se situada no nível de participação inicial. Assim, comparando os dois segmentos da pesquisa, os dados revelam que na dimensão planejamento há uma diferença relevante entre os técnicos administrativos e professores, visto que os segundos participam de forma mais efetiva no processo de planejar as políticas da Instituição. Já na dimensão execução e usufruto, os dois segmentos participam em nível mais elevado, porém a participação dos professores é mais efetiva nas duas dimensões. De forma geral, a concepção de gestão institucionalmente adotada, tem a necessidade de avançar na direção de consolidar uma participação mais efetiva de toda a comunidade acadêmica.

Biografia do Autor

Lydia Maria Pinto Brito

Doutora em Educação pela Universidade Federal do Ceará; professora pesquisadora do Mestrado em Administração da Universidade Potiguar (UNP) Natal/RN.

Josiana Liberato Freire

Mestre em Administração pela Universidade Potiguar (UNP) Natal/RN; gestora do Instituto Federal de Educação (IFRN) Natal/RN.

Fernanda Fernandes Gurgel

Graduada em Psicologia e Doutora em Psicologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) Natal/RN; professora do Mestrado em Administração da Universidade Potiguar (UNP) Natal/RN.
 

Downloads

Publicado

2017-03-16

Como Citar

BRITO, Lydia Maria Pinto; FREIRE, Josiana Liberato; GURGEL, Fernanda Fernandes. GESTÃO PARTICIPATIVA: UM PROCESSO CONTÍNUO?. Revista Labor, [S. l.], v. 1, n. 5, p. 210–232, 2017. DOI: 10.29148/labor.v1i5.6647. Disponível em: http://www.periodicos.ufc.br/labor/article/view/6647. Acesso em: 23 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos