A Análise dos Relatórios do Desenvolvimento Humano (RDHs/PNUD/ONU) e as Aproximações com a Perspectiva Histórico-Hermenêutica

Maria José de Resende

Resumo


Apresentar uma proposta teórico-metodológica de análise dos documentos intitulados Relatórios do Desenvolvimento Humano (RDHs), encomendados pelas Nações Unidas, é a finalidade deste estudo. Não se fará, neste artigo, uma reflexão extensiva sobre as diversas temáticas dos referidos documentos nem se construirá, a partir deles, um objeto específico de investigação. Tem-se como proposta indicar alguns caminhos teórico-metodológicos que podem orientar a construção de objetos e de procedimentos de pesquisa quando se está diante de fontes documentais como estas. O objetivo deste texto é, então, explicitar os procedimentos de investigação que estão orientando as reflexões sobre os RDHs. Assentadas numa perspectiva histórico-hermenêutica, as pesquisas que vêm sendo desenvolvidas, há alguns anos, sobre os relatórios, têm o propósito de desvendar os embates políticos orientadores de uma forma de interpretar e de conduzir a vida social. As interpretações contidas nos documentos não visam somente revelar os fatores bloqueadores do desenvolvimento humano, mas sim direcionar a formulação de uma agenda pública de ações, práticas e procedimentos


Palavras-chave


Desenvolvimento Humano; Análise Documental; Hermenêutica

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, Marcos A. S. Racionalidade e argumentação em

Habermas. Kinesis. Marília, V.1, n.2, p.179-195, out. 2009.

BALL, William J. Using Virgil to analyze public Policy

arguments: a system based on Toulmin’s Informal Logic. Social

Science Computer Review, New York, v.12, n.1, p.26-37, 1994.

BAUER, Martin. W. Análise de conteúdo clássica: uma revisão,

in: BAUER, M. W. e GASKELL, Georg. Pesquisa qualitative

com texto, imagem e som. Petrópolis: Vozes, 2002. p.189-217.

BAUMAN, Zygmunt. Globalização: as consequências humanas.

Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1999.

BAUMAN, Zygmunt. Em busca da política. Rio de Janeiro: Jorge

Zahar, 2000.

BAUMAN, Zygmunt. Modernidade líquida. Rio de Janeiro: Jorge

Zahar, 2001.

BAUMAN, Zygmunt. Hermenêutica e teoria social moderna, in:

RIBEIRO DA SILVA, Fábio R. Realismo e redes: dilemas

metodológicos na obra de Anthony Giddens. Tese de doutorado.

Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010. p.188-198 (Anexos –

Tradução).

BONA, Aldo N. Paul Ricoeur e uma epistemologia da história

centrada no sujeito. Tese de doutorado defendida no Programa de

Pós-graduação em História da Universidade Federal Fluminense.

Niterói, 2010. Disponível em:

Acesso em 30 jun. 2014.

BONFIM, Vinícius S. Gadamer e a experiência hermenêutica.

Revista CEJ, Brasília, n.49, p.76-82, jun. 2010.

DIAS, Maria Odila Silva. Hermenêutica no cotidiano: na

historiografia contemporânea. Proj. História, São Paulo, n.17,

p.223-258, 1998

DILTHEY, Wilhelm. Introduction à l´Etude des Sciencies

Humaines. Paris: PUF, 1942.

DILTHEY, Wilhelm. Edification du monde historique dans les

sciencies de l´Esprit. Paris, CERF, 1988.

ELIAS, Norbert. Os alemães: a luta pelo poder e a evolução do

habitus nos séculos XIX e XX. Rio de Janeiro: Jorge Zahar editor,

ELIAS, Norbert. Envolvimento e alienação. Rio de Janeiro:

Bertrand Brasil, 1998.

ELIAS, Norbert. Introdução à Sociologia. Lisboa: Edições

Setenta, 1999.

ELIAS, Norbert. Tarde demais ou cedo demais: notas sobre a

classificação da teoria do processo e da figuração, in: Norbert

Elias por ele mesmo. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001. p. 144-

FOUCAULT, Michel. A hermenêutica do sujeito. São Paulo:

Martins Fontes, 2004.

FOUCAULT, Michel. Ditos e escritos. Arqueologia das Ciências

Humanas e história dos sistemas de pensamento. Rio de Janeiro:

Forense-Universitária, 2005.

FOUCAULT, Michel. A ordem do discurso. São Paulo: Loyola,

FURTADO, Celso. Brasil: a construção interrompida. Rio de

Janeiro: Paz e Terra, 1992.

GADAMER, Hans. G. Verdade e método: traços fundamentais de

uma hermenêutica filosófica. Petrópolis: Vozes, 1998.

GIDDENS, Anthony. A constituição da sociedade. São Paulo:

Martins Fontes, 1989.

GOMES, Ivan M.; Almeida, Felipe Q. de, Vaz, Alexandre, F.

Sobre corpo, reflexividade: um diálogo entre Anthony Giddens e

Michel Foucault. Política & Sociedade, Florianópolis, V.8, n.15,

p.299-319, out.2009.

HABERMAS, Jurgen. Teoria de la acción comunicativa I:

racionalidad de la acción y racionalización social. Madrid:

Taurus, 1987.

LIAKOPOULOS, Miltos. Análise argumentativa. In: BAUER, M.

W. e GASKELL, G. Pesquisa qualitativa com texto, imagem e

som. Petrópolis: Vozes, 2002. p.218-243.

MAY, Tim. Pesquisa social. Porto Alegre: Artmed, 2004.

PUTNAM, Linda L. e GEIST, Patricia. Argument in Bargaining:

an analysis of the reasoning process. Southern Speech

Comunication Journal, Londres, n. 50, p.225-245, 1985.

QUEIROZ, Maria Isaura P. Análise de documentos em Ciências

Sociais, in: LUCENA, C. T. et al. (orgs.) Pesquisa em Ciências

Sociais: textos CERU, São Paulo, Série 2, n.10. p.119-145, 2008.

PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O

DESENVOLVIMENTO. PNUD/RDH (1990): Relatório do

Desenvolvimento Humano: Definição e medição do desenvolvimento

humano - Relatório do Desenvolvimento Humano 1990. Nova York,

PNUD/ONU. Disponível em:

Acesso em 02 abr.

PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O

DESENVOLVIMENTO. PNUD/RDH (1991): Relatório do

Desenvolvimento Humano: Financiamento do Desenvolvimento

Humano. Nova York, PNUD/ONU. Disponível em:

Acesso em 12

abr.2014.

PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O

DESENVOLVIMENTO. PNUD/RDH (1993): Relatório do

Desenvolvimento Humano: Participação popular. Nova York,

PNUD/ONU. Disponível em:

Acesso em 03

mar. 2014.

PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O

DESENVOLVIMENTO. PNUD/RDH (1995): Relatório do

Desenvolvimento Humano: La revolución hacia la igualdad en la

condición de los sexos. Nova York. PNUD/ONU. Disponível em:

Acesso em 12

jan.2014.

PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O

DESENVOLVIMENTO. PNUD/RDH (1997): Relatório do

Desenvolvimento Humano: desenvolvimento humano para

erradicar a pobreza. Nova York, PNUD/ONU. Disponível em:

Acesso em 02

fev.2014.

PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O

DESENVOLVIMENTO. PNUD/RDH (2002): Relatório do

Desenvolvimento Humano: Aprofundar a democracia num mundo

fragmentado. Nova York, PNUD/ONU. Disponível em:

Acesso

em 02 dez. 2014

PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O

DESENVOLVIMENTO. PNUD/RDH (2003): Relatório do

Desenvolvimento Humano: Um pacto entre nações para eliminar a

pobreza humana. Nova York, PNUD/ONU. Disponível em

Acesso em: 11 fev 2014.

PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O

DESENVOLVIMENTO. PNUD/RDH (2010): A verdadeira

riqueza das nações: caminhos para o desenvolvimento humano.

Nova York, PNUD/ONU. Disponível em:

Acesso em: 11 jun.2014

PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O

DESENVOLVIMENTO. PNUD/RDH (2013): A ascensão do sul:

progresso humano num mundo diversificado. Nova York,

PNUD/ONU. Disponível em:

Acesso em: 20 mar. 2013.

REIS, José C. Wilhelm Dilthey e a autonomia das Ciências

histórico-sociais. Londrina: Eduel, 2003.

RICOEUR, Paul. Interpretação e ideologias. Rio de Janeiro:

Francisco Alves, 1988.

RICOEUR, Paul. Teoria da interpretação. Lisboa: Edições 70,

RHODES, Rod. Understanding Governance. Milton Keynes:

Open Universithy Press, 1997.

RUDIGER, Francisco. Ciência social crítica e pesquisa em

comunicação: trajetória histórica e elementos de epistemologia.

Porto Alegre: Gattopardo, 2009.

SEN, Amartya. Sobre ética e economia. São Paulo: Cia das

Letras, 1999.

SEN, Amartya. Desigualdade reexaminada. Rio de Janeiro:

Record, 2008.

SEN, Amartya. Desenvolvimento como liberdade. São Paulo: Cia

das Letras, 2010.

SEN, Amartya. A ideia de justiça. São Paulo: Cia das Letras,

SECH Júnior, Alexandre. A hermenêutica do sujeito em Michel

Foucault. Revista AdVerbum, Curitiba, v.4, n.2, p.95-103, dez.

SCOCUGLIA, Jovanka, B. C. A hermenêutica de Wilheim Dilthey

e a reflexão epistemológica nas Ciências Humanas

contemporâneas. Sociedade e Estado, Brasília, v.17, n.2, p.1-20,

dez. 2002.

SMITH, Andy. Governança de múltiplos níveis: o que é e como

pode ser estudada, in: PETERS, G. e PIERRE, J (orgs.)

Administração pública. São Paulo: Unesp, ENAP, 2010.

SOARES, Luiz Eduardo. Hermenêutica e Ciências Humanas.

Estudos históricos, Rio de Janeiro, n.1, p.100-142, 1988.

STEIN, Ernildo. A consciência da história: Gadamer e a

hermenêutica. Folha de S. Paulo, São Paulo, 24 mar. 2002.

Caderno Mais, p.2.

UL HAQ, Mahbub. A Cortina da pobreza: opções para o terceiro

mundo. São Paulo: Nacional, 1978.

UL HAQ, Mahbub. Reflections on Human Development. Nova

York: Oxford University Press, 1995. 288p.

THOMPSON, John. B. Ideologia e cultura moderna. Petrópolis:

Vozes, 1995.

TOULMIN, Stephen E. The uses of arguments. Cambridge:

Cambridge University Press, 1958.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista de Ciências Sociais

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Revista de Ciências Sociais, fundada em 1970. Periódico indexado no Portal de Periódicos Capes, Google Acadêmico, LiVre, LatindexDiadorim, Sumários.org, REDIB, MLA International BibliographyLatinREV, NSD-Norsk Senter for Forskningsdata, DOAJDialNet e EBSCO Research Collections.  E-ISSN 2318-4620

Departamento de Ciências Sociais da Universidade Federal do Ceará
Av. da Universidade, 2995 — Benfica 
Fortaleza, CE — CEP 60020-181 
rcs@ufc.br