Refletindo sobre finitude: um enfoque na assistência de enfermagem frente à terminalidade

  • Ylana Karine Fonseca de Medeiros
  • Diego Bonfada
Keywords: Morte, Equipe de Enfermagem, Unidades de Terapia intensiva, Cuidados de Enfermagem

Abstract

Morrer e morte são experiências humanas universais que fazem parte do cotidiano das equipes de enfermagem. Neste estudo, objetivou-se analisar as implicações das concepções dos profissionais de enfermagem sobre a morte e o morrer na assistência prestada ao paciente terminal da Unidade de Terapia Intensiva geral de um hospital referência em oncologia no Estado do Rio Grande do Norte, Brasil. A coleta de dados se deu no período de junho a agosto de 2010 por meio de observação livre e entrevistas semi-estruturadas, tendo sido entrevistados 11 profissionais de enfermagem. Para análise dos dados escolheu-se o método de Análise Temática. Os resultados obtidos apontaram para uma multiplicidade de sentimentos e dimensões conceituais relativas ao processo de morte como determinantes das ações de cuidado aos pacientes terminais. Concluiu-se evidenciando a necessidade de estratégias transformadoras dessa realidade que contribuam para a melhoria da qualidade da assistência de enfermagem ao paciente terminal e seus familiares.

Published
2012-08-22
How to Cite
Medeiros, Y. K. F. de, & Bonfada, D. (2012). Refletindo sobre finitude: um enfoque na assistência de enfermagem frente à terminalidade. Rev Rene, 13(4). Retrieved from http://www.periodicos.ufc.br/rene/article/view/4045
Section
Research Article