Práticas educativas em espaço não formal de educação:

experiências em arquivos públicos brasileiros

Autores

DOI:

https://doi.org/10.29148/labor.v1i27.71391

Palavras-chave:

Arquivos públicos, Práticas educativas, Espaço não formal, Ação educativa

Resumo

Na concepção do Ensino Médio Integrado – onde o ensino é entendido em seu sentido amplo — o ambiente escolar, espaço formal de educação, é parte de uma totalidade. Então, depreende-se que o conhecimento está presente para além da escola. Este artigo tem como objetivo apresentar os arquivos públicos como espaço não formal. Dessa forma, busca-se conhecer as práticas pedagógicas realizadas por instituições arquivísticas públicas brasileiras. Quanto aos procedimentos metodológicos, trata-se de uma pesquisa exploratória e utilizam-se como técnicas de pesquisa a revisão bibliográfica e a análise documental. Para isso, estabelece-se como fonte de coleta de dados a Revista Acervo, do Arquivo Nacional, volume 18, sobre o tema Educação, e o volume 25, referente à Difusão Cultural em Arquivos. Bem como, foram analisados os sítios eletrônicos de arquivos públicos brasileiros, sendo uma instituição da esfera federal e duas estaduais. Foram destaques do estudo o Arquivo Nacional, o Arquivo Público do Estado de São Paulo e o Arquivo do Estado do Rio Grande do Sul. Conclui-se que as instituições arquivísticas públicas brasileiras já realizam exposições, visitas técnicas, oficinas, lançamentos de livros, entre outras ações. Dessa forma, abertas a convivência da diversidade, podem ser utilizados para a prática educativa. Ser um lugar de produção de conhecimento escolar. Ser um lugar de produção de conhecimento escolar. Onde o professor, tendo habilidades e o compromisso político, poderá transformar os documentos em recursos didáticos.

Biografia do Autor

Décio de Santana Filho, Universidade Federal de Alagoas - UFAL

Possui graduação em Arquivologia pela Universidade Federal da Bahia (2010).   Arquivista da Universidade Federal de Alagoas. Tem experiência na área de Ciência da Informação, com ênfase em Ciência da Informação, atuando principalmente nos seguintes temas: Gestão Documental, Arquivo Público, Acesso à Informação, Arquivo Permanente. Atualmente, mestrando do programa de Mestrado Profissional em Educação Profissional e Tecnológica (ProfEPT), do Instituto Federal de Alagoas (IFAL). 

Fábio Francisco de Almeida Castilho, Instituto Federal de Alagoas - IFAL

Professor de História do Instituto Federal de Alagoas, Campus Marechal Deodoro. Possui graduação em História pela Universidade Federal de São João Del-Rei (UFSJ), mestrado em História pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), doutorado em História pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP) e Pós-doutorado em História pela Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo (FEA/USP). Professor e pesquisador do Mestrado Profissional em Educação Profissional (PROFEPT), Edital n. 02/2017, Rede Nacional, Polo Maceió. Membro dos grupos de pesquisa GEPEPT e GENTELLI. Coordenador do projeto Perspectivas do Ensino Integrado e a elaboração de Produtos Educacionais para a Educação Profissional e Tecnológica. Tem experiência na área de História e Educação Profissional, atuando principalmente nos seguintes temas: Ensino e elaboração de Produtos Educacionais para a Educação Profissional e Tecnológica; Transição da mão de obra, Elites Políticas, Republicanismo.

Referências

ARQUIVO NACIONAL. Serviços. Disponível em:< https://www.gov.br/arquivonacional/pt-br>. Acesso em: 1 abr. 2021.

ARQUIVO PÚBLICO DO ESTADO DE SÃO PAULO. Difusão. Disponível em: <http://www.arquivoestado.sp.gov.br/site/difusao/acao_educativa> Acesso em: 1 abr. 2021.

BARBOSA, Andresa Cristina Oliver. Arquivo e sociedade: experiências de ação educativa em Arquivos brasileiros (1980-2011). 2013. 252 f. Dissertação (Mestrado em História) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2013. Disponível em: <https://tede2.pucsp.br/handle/handle/12804>. Acesso em: 6 nov. 2020.

BARBOSA, Andresa Cristina Oliver; FREITAS, Carla Janaína Pereira de; SILVA, Stanley Plácido da Rosa. Ação educativa a distância: relato de uma prática com professores no arquivo público do estado de são paulo. Revista História Hoje, v.3, n. 5, p.125-146. 2004. Disponível em: <https://rhhj.anpuh.org/RHHJ/article/view/114>. Acesso em: 25 ago. 2020.

BELLOTTO, Heloísa Liberalli. Arquivos permanentes: tratamento documental. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2006.
BELLOTTO, Heloísa Liberalli. O sentido dos arquivos. Belo Horizonte, 2014. Disponível em: <http://docplayer.com.br/9223738-O-sentido-dos-arquivos.html>. Acesso em: 23 abr. 2020.

BORGES, Jussara; SANTOS, Keyla. Difusão cultural e educativa nos arquivos públicos dos estados brasileiros. ÁGORA, ISSN 0103-3557, Florianópolis, v. 24, n.49, p. 311-342, 2014. Disponível em: <https://brapci.inf.br/_repositorio/2015/01/pdf_c3131595af_0031588.pdf>. Acesso em: 25 ago. 2020.

BORGES, Liliam Faria Porto. Educação, escola e humanização em Marx, Engels e Lukács. Revista Educação em Questão, v. 55, n. 45, p. 101-126, 13 set. 2017. Disponível em: <https://periodicos.ufrn.br/educacaoemquestao/article/view/12747>. Acesso em: 12 dez. 2019.

CARVALHO, Marieta Pinheiro de. ZAMPA, Vivian Cristina da Silva. O Arquivo Nacional na “Sala de Aula”: fontes históricas na construção do conhecimento. Revista História Hoje, v.6, nº 12, p. 35-54, 2017. Disponível em: <file:///C:/Users/Decio%20Filho/Downloads/365-1424-1-PB%20(1).pdf>. Acesso em: 26 mai. 2021.

CERQUEIRA, Dagmar Dias. GONZALEZ, Wânia Regina Coutinho. Trajetórias e reflexões sobre educação não formal. Práxis Educacional. Vitória da Conquista, v. 12, n. 23, p. 377-404. set./dez.2016. Disponível em: <https://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/919>. Acesso em: 21 mai. 2021.

FREIRE, Luiz Gustavo Lima. Difusão educativa em arquivos. Histórica, Revista Eletrônica do Arquivo Público do Estado de São Paulo, n.34, 2009. Disponível em: <http://www.historica.arquivoestado.sp.gov.br/materias/anteriores/edicao34/materia06/texto06.pdf>. Acesso em: 28 mai. 2021.

FRÓES, Teresinha. Sociedade da informação, sociedade do conhecimento, sociedade da aprendizagem: implicações ético-políticas no limiar do século. In: LUBISCO, Nídia M. L; BRANDÃO, Lídia M. B. (org.). Informação e informática. Salvador: EDUFBA, 2000. 307 p.

GOHN, Maria da Glória. Educação não-formal, participação da sociedade civil e estruturas colegiadas nas escolas. Disponível em: <https://www.scielo.br/pdf/ensaio/v14n50/30405.pdf>. Acesso em: 4 nov. 2020.

GOHN, Maria da Glória. Educação não-formal, educador(a) social e projetos sociais de inclusão social. Meta: Avaliação. Rio de Janeiro, v. 1, n. 1, p. 28-43, jan.-abr. 2009.

GOHN, Maria da Glória. Educação não formal nas instituições sociais. Revista Pedagógica, Chapecó, v. 18, n.39, p. 59-75, set./dez. 2016. Disponível em: <https://bell.unochapeco.edu.br/revistas/index.php/pedagogica/article/view/3615>. Acesso em: 21 mai. 2021.

HEYNEMANN, Cláudia Beatriz; ISHAQ, Vivien; DUARTE, Elaine Cristina F.; ZAMPA, Vivian. O Arquivo Nacional vai às escolas. Acervo, Rio de Janeiro, v. 18, n.º 1-2, p. 171-182, jan/dez 2005. Disponível em: <http://revista.arquivonacional.gov.br/index.php/revistaacervo/article/view/192/192>. Acesso em: 27 mai. 2021.

JACOBUCCI, Daniela Franco Carvalho. Contribuições dos espaços não-formais de educação para a formação da cultura científica. Revista Em Extensão, v. 7, n. 1, 5 nov. 2008. Disponível em: <http://www.seer.ufu.br/index.php/revextensao/article/view/20390>. Acesso em 21 mai. 2021.

MOREIRA, Marco Antonio. Teorias de aprendizagem. 2ª ed. ampl. - [ Reimp.]. - São Paulo: E.P.U., 2017. Disponível em: <https://sigaa.ifal.edu.br/sigaa/portais/discente/turmas.jsf>. Acesso em: 14 ago. 2020.

PEGEON, Annick. Uma experiência pedagógica em arquivos: A disciplina “Arquivo” dos Archives nacionales da França. Acervo. Rio de Janeiro. V. 25, n. 1, p. 89-102, jan./jun. 2012. Disponível em: <http://revista.arquivonacional.gov.br/index.php/revistaacervo/article/view/339>. Acesso em: 22 ago. 2020.

SANTOS, Saulo Cézar Seiffert; TERÁN, Augusto Fachín. O uso da expressão espaços não formais no ensino de ciências. Rev. ARETÉ | Manaus, v. 6, n. 11, p.01-15, jul-dez,| 2013. Disponível em: <http://repositorioinstitucional.uea.edu.br//handle/riuea/3038>. Acesso em: 27 mai. 2021.

Downloads

Publicado

2022-07-09

Como Citar

FILHO, Décio de Santana; CASTILHO, Fábio Francisco de Almeida. Práticas educativas em espaço não formal de educação:: experiências em arquivos públicos brasileiros. Revista Labor, [S. l.], v. 1, n. 27, p. 440–455, 2022. DOI: 10.29148/labor.v1i27.71391. Disponível em: http://www.periodicos.ufc.br/labor/article/view/71391. Acesso em: 18 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

<< < 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.