Abandono escolar na Educação Profissional e Tecnológica

ideologias, concepções, tensões e disputas que o envolve

Autores

  • Alexsandra Joelma Dal Pizzol Coelho Zanin Instituto Federal do Rio Grande do Sul - IFRS
  • Nilson Marcos Dias Garcia Programa de Pós-Graduação em Tecnologia e Sociedade. Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Programa de Pós-Graduação em Educação. Universidade Federal do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.29148/labor.v1i26.72021

Palavras-chave:

Abandono escolar, Educação profissional, Concepções, Ideologia

Resumo

O abandono escolar é um fenômeno complexo historicamente presente na educação brasileira, que envolve múltiplos fatores, inter-relacionando dialeticamente questões sociais, econômicas, políticas e culturais, que, em tempos de crises como a da atual pandemia, tem afetado ainda mais os alunos com maior vulnerabilidade social. Refletir sobre as concepções e ideologias que permeiam e representam o abandono escolar na educação, em particular na educação profissional e tecnológica, bem como analisar os seus efeitos sobre as possibilidades de uma educação emancipadora, que supere a sua reprodução, assume, assim, um caráter imperativo. Visando aprofundar as reflexões a respeito da questão, procurou-se estabelecer diálogo entre autores que se debruçam sobre a temática, como Dubet, Fornari, Fritsch, Canário, dentre outros, com aqueles que debatem sobre educação profissional como Ciavatta, Frigotto, Ramos, envolvendo também outros estudiosos que evidenciam as questões da educação a partir de uma perspectiva crítica. Como resultado evidenciou-se um projeto em disputa no âmbito de instituições de educação profissional no qual o abandono escolar serve e reforça um projeto de sociedade capitalista, intensificado em tempos de crises, como a da atual pandemia, e baseado em princípios como a meritocracia, individualização e culpabilização de seus sujeitos. Os estudos e pesquisas apontaram a necessidade de compreender a complexa totalidade que envolve o fenômeno para propor e desenvolver ações em defesa de uma educação com perspectiva crítica voltada para emancipação humana, como expectativa de sua superação.

Biografia do Autor

Alexsandra Joelma Dal Pizzol Coelho Zanin, Instituto Federal do Rio Grande do Sul - IFRS

Doutora em Tecnologia e Sociedade pelo PPGTE - Programa de Pós-Graduação em Tecnologia da Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR (2019) e mestre pelo mesmo programa e instituição (2014). Especialista PROEJA pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina - IFSC (2011). Pedagoga pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE (2006). Atuou de 2009 a 2020 como Pedagoga na Coordenadoria Pedagógica do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina - IFSC, campus Joinville. Desde 2020 é Professora de Ensino Básico, Técnico e Tecnológico (EBTT) - área Pedagogia no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - IFRS, campus Bento Gonçalves. Tem experiência na área de Formação de Professores; Educação Profissional e Tecnológica; Abandono e Permanência escolar. 

ORCID ID: https://orcid.org/0000-0002-6791-6959

Nilson Marcos Dias Garcia, Programa de Pós-Graduação em Tecnologia e Sociedade. Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Programa de Pós-Graduação em Educação. Universidade Federal do Paraná

Professor Titular da Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Doutor em Educação e Mestre em Ensino de Física pela Universidade de São Paulo (USP). Foi Professor de Física no Ensino Médio de 1972 a 2005, de 1997 passou a atuar como Professor e Pesquisador no Programa de Pós-Graduação em Tecnologia e Sociedade (Ppgte) da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (Utfpr), onde orienta pesquisas sobre questões relacionadas à Educação Profissional, Formação do Trabalhador e Políticas Públicas na área de Trabalho e Educação. Desde 2003, atua como professor e Pesquisador do Programa de Pós-Graduação em Educação (Ppge) da Universidade Federal do Paraná (Ufpr), Orientando Pesquisas sobre Ensino de Física e Questões Ligadas aos Livros Didáticos de Física e de Ciências.

ORCID ID: https://orcid.org/0000-0002-3242-994X

Referências

XXX. 2014:
COELHO. Alexsandra Joelma Dal Pizzol. Permanência e Abandono escolar: um estudo sobre Instituições Federais de Joinville e Jaraguá do Sul. Dissertação (Mestrado em Tecnologia e Sociedade). Universidade Tecnológica Federal do Paraná. PPGTE/UTFPR, Curitiba, 2014.

XXX, 2019:
ZANIN, Alexsandra Joelma Dal Pizzol Coelho. Abandono e Permanência Escolar na Educação Profissional e Tecnológica: olhares de trabalhadores da educação do Instituto Federal de Santa Catarina. Tese (Doutorado em Tecnologia e Sociedade). Universidade Tecnológica Federal do Paraná, PPGTE/UTFPR, Curitiba, 2019.

Downloads

Publicado

2021-11-02

Como Citar

ZANIN, Alexsandra Joelma Dal Pizzol Coelho; GARCIA, Nilson Marcos Dias. Abandono escolar na Educação Profissional e Tecnológica: ideologias, concepções, tensões e disputas que o envolve. Revista Labor, [S. l.], v. 1, n. 26, p. 100–119, 2021. DOI: 10.29148/labor.v1i26.72021. Disponível em: http://www.periodicos.ufc.br/labor/article/view/72021. Acesso em: 21 maio. 2024.

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.