O ideário empresarial na gestão das Escolas de Educação Profissional do Ceará

reflexões sobre a Tecnologia Empresarial Socioeducativa (TESE)

Autores

  • Maria Elly Krishna dos Santos Pereira UECE
  • Solonildo Almeida da Silva Instituto Federal do Ceará (IFCE)
  • Paula Trajano de Araujo Alves Secretaria de Educação do Estado do Ceará - SEDUC/CE

DOI:

https://doi.org/10.29148/labor.v1i25.67992

Palavras-chave:

Trabalho. Educação. EEEP. TESE.

Resumo

Trabalho e educação são atividades que acompanham o desenvolvimento do ser humano enquanto ser social. No Capitalismo contemporâneo o projeto para a Educação tem sido subsumi-la a uma ferramenta de formação rápida de uma força de trabalho adaptada às novas demandas da produção flexível. Diante disso se destaca a experiência cearense com as Escolas Estaduais de Educação Profissional - EEEP a partir do ano de 2008, como parte do programa federal de expansão da educação profissional. Nestas instituições é colocado em prática o ideário de empresa-escola decorrente do modelo de gestão baseado na Tecnologia Empresarial Socioeducativa – TESE. Nas EEEP, o discurso acerca da relação entre trabalho e educação é usado como ferramenta de convencimento e naturalização de uma visão de mundo individualista e meritocrática. Sendo assim, as possibilidades de resistência a essa concepção de educação, devem ser construídas justamente sobre a relação trabalho e educação O presente artigo objetiva investigar brevemente os pressupostos da gestão empresarial colocada em prática nas EEEP, almejando assim, evidenciar os limites do projeto de profissionalização no Ensino Médio enquanto mecanismo de inserção no mercado de trabalho e melhoria da qualidade de vida. Esta investigação é pautada no método histórico-dialético onde assumimos o objeto de estudo como fenômeno em constante movimento, identificando as relações e determinações das particularidades com a totalidade.  

 

Biografia do Autor

Maria Elly Krishna dos Santos Pereira, UECE

Doutoranda em Educação pelo PPGE da Universidade Estadual do Ceará - UECE. Mestre em Educação Profissional e Tecnológica - IFCE(2019).Especialista em Docência em Geografia e práticas pedagógicas(2018). Possui graduação em GEOGRAFIA pela Universidade Estadual do Ceará (2012).Atualmente é professora efetiva de Geografia - Secretaria da Educação Básica do Ceará.

Orcid: https://orcid.org/0000-0001-7661-8446

Solonildo Almeida da Silva, Instituto Federal do Ceará (IFCE)

Possui graduação em Geografia / Licenciatura Plena pela Universidade Estadual do Ceará(1999), graduação em Sistemas e Mídias Digitais - SMD pela Universidade Federal do Ceará(2013), graduação em Pedagogia pela Universidade Estadual do Ceará(2009), especialização em Metodologias do Ensino de Geografia pela Universidade Estadual do Ceará(2002), especialização em Formação de Formadores pela Universidade Estadual do Ceará(2003), mestrado em Sociologia pela Universidade Estadual do Ceará(2005), doutorado em Educação pela Universidade Federal do Ceará(2011), pós-doutorado pela Universidade Federal do Ceará(2016) e curso-tecnico-profissionalizante em Assistente Básico em Administração pela Escola de Ensino Médio Adauto Bezerra(1994). Atualmente é Pesquisador do IMO da Universidade Estadual do Ceará, Professor do Instituto Federal do Ceará - Reitoria, Professor do Instituto Federal do Ceará, Membro de corpo editorial da Conexões : Ciência e Tecnologia, professor do INSTITUTO FEDERAL DO CEARÁ e Professor da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Planejamento e Avaliação Educacional. 

Orcid: https://orcid.org/0000-0001-5932-1106

Paula Trajano de Araujo Alves, Secretaria de Educação do Estado do Ceará - SEDUC/CE

Mestranda em Ensino e Formação Docente no Programa Associado UNILAB/IFCE. Pesquisadora do Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Política, Gestão Educacional e Formação de Professores- GEPGE/UFC, do(a) Universidade Federal do Ceará. Especialista em Gestão Escolar: Administração, Supervisão e Orientação. Graduada em Letras (Habilitação em Língua Vernácula) pela Universidade Federal de Campina Grande/PB e pós-graduada em Língua Portuguesa e Literatura Brasileira. Servidora Pública do Estado do Ceará (Professora de Língua Portuguesa).

Referências

ANDES. Projeto do capital para a educação - Volume 4: O ensino remoto e o desmonte do trabalho docente. ANDES, 2020. Disponível em: < https://www.andes.org.br/diretorios/files/renata/setembro/cartilha%20ensino%20remoto.pdf >. Acesso em 02 de nov. de 2020.

ANTUNES, Ricardo. Os Sentidos do Trabalho: ensaio sobre a afirmação e a negação do trabalho. - [2.ed., 10.reimpr. rev. e ampl.]. - São Paulo, SP: Boitempo, 2009.

CIAVATTA, Maria. O conhecimento histórico e o problema teórico-metodológico das mediações. In: FRIGOTTO, G.; CIAVATTA, M. (Org.). Teoria e educação no labirinto do capital. 2° ed. São Paulo: Expressão Popular, 2014a. p. 191 -231.

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO (Brasil). Câmara de Educação Básica. Resolução CEB 4/99. Aprovado em 08 de dezembro de 1999.

FRIGOTTO, Gaudêncio. Educação e trabalho: bases para debater a educação emancipadora. Revista Perspectiva, Florianópolis: EdUFSC, v. 19, n. 1, p.71-87, jan./jun., 2001

GRAMSCI, ANTONIO. Odeio os indiferentes: escritos de 1917.Selição, tradução e aparato crítico de Daniela Mussi e Álvaro Bianchi. São Paulo: Boitempo, 2020.

INSTITUTO DE CO-RESPONSABILIDADE PELA EDUCAÇÃO -ICE. Modelo de gestão: tecnologia empresarial socioeducacional (TESE). Recife, 2010. Disponível em: <http://www.icebrasil.org.br/wordpress/index.php/programas/educacao-de-qualidade/escolasem-tempo-integral/modelo-de-gestao/>. Acesso em: 12 de abril de 2018.

LACÉ, Andréia Mello. O método dialético na teoria social de Marx: pesquisa conscienciosa e demorada. Revista Eletrônica Arma da Crítica , v. 6, p. 37, 2016.

LESSA, Sérgio. Mundo dos Homens: trabalho na ontologia de Lukács. – 3. Ed. – Maceió: Coletivo Veredas, 2016.

LESSA, Sergio; TONET, Ivo. Proletariado e sujeito revolucionário. São Paulo: Instituto Lukács, 2012.

LUKÁCS, Gyorgy. Para uma ontologia do ser social II. São Paulo: Boitempo, 2012.

MÉSZÁROS, István. O poder da ideologia. São Paulo: Boitempo, 2006.

MONTEIRO, Raquel Araújo. Escolas estaduais de educação profissional do Ceará e a tecnologia empresarial socioeducativa: a transposição da lógica empresarial para a escola pública. 2015. 176p. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal do Ceará. 2015. MOURA, D. H. A formação de docentes para a educação profissional e tecnológica. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, v.1, p. 23-38, 2008.

OLIVEIRA, Ingredi Palmieri; NASCIMENTO, Ana Paula Leite ; Oliveira . O método em Marx: aproximações ao debate. In: VIII Seminário do Trabalho - Trabalho, Educação e Políticas Sociais no século XX, 2012, Marília/SP. Anais do VIII Seminário do Trabalho - Trabalho, Educação e Políticas Sociais no século XX, 2012.

SABINO, Thiago Chaves. A educação profissional no Ceará: o projeto ensino médio integrado sob a crítica marxista. 2015. 106p. Dissertação de Mestrado. Universidade Estadual do Ceará. 2015.

SAVIANI, Demerval. Trabalho e educação: fundamentos ontológicos e históricos.

UNESCO - Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura. Revista Brasileira de Educação. v.12 n.34 jan./abr.2007. Ensino médio no século XXI: desafios, tendências e prioridades. – Brasília : UNESCO, 2003.

Downloads

Publicado

2021-04-26

Como Citar

PEREIRA, Maria Elly Krishna dos Santos; SILVA, Solonildo Almeida da; ALVES, Paula Trajano de Araujo. O ideário empresarial na gestão das Escolas de Educação Profissional do Ceará: reflexões sobre a Tecnologia Empresarial Socioeducativa (TESE) . Revista Labor, [S. l.], v. 1, n. 25, p. 35–51, 2021. DOI: 10.29148/labor.v1i25.67992. Disponível em: http://www.periodicos.ufc.br/labor/article/view/67992. Acesso em: 23 jun. 2024.

Edição

Seção

Dossiê

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.