Motivos que levam os alunos à evasão em cursos de pós-graduação lato sensu em instituição pública de educação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.29148/labor.v2i26.72026

Palavras-chave:

Evasão escolar. Abandono Escolar. Pós-graduação lato sensu. Curso superior de especialização. Gestão educacional.

Resumo

Este artigo integra uma investigação que teve como objetivo compreender os motivos do abandono nos cursos de pós-graduação lato sensu, também denominados especialização, em instituição pública de educação no estado de São Paulo. O assunto, torna-se relevante devido à carência de discussão e pesquisas relacionadas a este nível de educação e aos altos índices de evasão apresentados na Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica. A metodologia adotada para esta pesquisa foi de natureza exploratória e a coleta de dados feita com a aplicação de um questionário on-line. A análise dos dados coletados mostrou que a maioria dos alunos desistiu após o quarto semestre de curso, muitos com dificuldade em entregar o trabalho de conclusão (TCC) ou por dificuldade de conciliar o estudo com o trabalho. Em uma parcela considerável de respondentes, fatores pessoais contribuíram para a não conclusão. Muitos deles demonstraram interesse em retomar o trabalho de conclusão para obtenção do certificado. A necessidade de contenção da evasão em instituições públicas, visando o não desperdício de recursos financeiros e a falta de pesquisas relacionadas à pós-graduação lato sensu tornou-se a principal motivação para desenvolvimento deste estudo que buscou contribuir com subsídios para ações da gestão institucional.

Biografia do Autor

Ana Paula Faustino-Ferber, Universidade Cidade de São Paulo - Unicid e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo - IFSP

Doutoranda em Educação pela Universidade Cidade de São Paulo - UNICID, Mestra Profissional em Formação de Gestores Educacionais pela Universidade Cidade de São Paulo - UNICID (2017) sob orientação da Profa. Dra. Celia Maria Haas, especialista em Gestão Pública pela Universidade Católica Dom Bosco (2014). Possui Licenciatura em Pedagogia pela UNICID (2017), Licenciatura em Dança pela Faculdade Paulista de Artes - FPA (2013) e Graduação em Tecnologia em Informática pela Universidade Estadual de Campinas - Unicamp (2004). Atualmente é assistente em administração no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo - IFSP. Trabalhou como servidora técnica de apoio em pesquisa e desenvolvimento na Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC - UNICAMP e com prestação de serviços na área técnica de informática para professoras do Instituto de Estudos da Linguagem - IEL- UNICAMP.

Celia Maria Haas, Universidade Virtual do Estado de São Paulo

Graduada em Pedagogia pela Fundação Faculdade Estadual de Educação Ciências e Letras de Paranavaí (1974); Mestre em Educação: História e Filosofia da Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1989); Doutora em Educação (Supervisão e Currículo) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1996). Tem experiência na área de Educação Superior, com ênfase nos seguintes temas: políticas públicas de educação superior; avaliação da educação superior; formação de professores, políticas de educação superior a distância; organização e planejamento da educação superior . Tem experiência na implantação de disciplinas e cursos em EaD. Atuou na elaboração, planejamento, organização e protocolo junto ao MEC do projeto de criação de Curso e Instituição, na modalidade EaD. Foi editora da Revista Científica @mbienteeducação, até fevereiro de 2020. Professora Titular da Universidade Virtual do Estado de São Paulo (UNIVESP), desde julho de 2019. 

Referências

ALVAREZ, Karine Rodrigues; MATOS, Roberta Pereira. Permanência e êxito escolar nos Institutos Federais. Ensino em Foco, v. 3, n. 6, p. 106-115, set. 2020. Disponível em: https://publicacoes.ifba.edu.br/index.php/ensinoemfoco/article/view/681. Acesso em: 14 set. 2021.

ALVES, José Eduardo Viana. Evasão e permanência dos alunos nos cursos de pós-graduação Lato Sensu online e presenciais da Fundação Getulio Vargas - FGV. 2018. 88 f. Dissertação (Mestrado em Gestão Empresarial). Fundação Getulio Vargas, Rio de Janeiro, 2018. Disponível em: https://bibliotecadigital.fgv.br/dspace/handle/10438/25881. Acesso em: 14 set. 2021.

BARDIN; Laurence. Análise de Conteúdo. Lisboa: Edições 70, [1977] 2010.

BRASIL. Coordenação de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Plano Nacional de Pós-Graduação – PNPG (2011 - 2020). MEC, 2010. Volume I. Disponível em: https://www.gov.br/capes/pt-br/acesso-a-informacao/institucional/plano-nacional-de-pos-graduacao. Acesso em: 14 set. 2021.

BRASIL. Decreto nº 8.752, de 9 de maio de 2016. Dispõe sobre a Política Nacional de Formação dos Profissionais da Educação Básica. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2016/decreto/d8752.htm. Acesso em: 21 ago. 2021.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases para a educação nacional. Diário Oficial da União. Brasília. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 02 ago. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação (MEC). Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CES nº 1 de 6 de abril de 2018. Estabelece diretrizes e normas para a oferta dos cursos de pós-graduação lato sensu denominados cursos de especialização, no âmbito do Sistema Federal de Educação Superior, conforme prevê o Art. 39, § 3º, da Lei nº 9.394/1996, e dá outras providências, 2018. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/docman/abril-2018-pdf/85591-rces001-18/file. Acesso em: 14 set. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação (MEC). Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CES nº 1 de 8 de junho de 2007. Estabelece normas para o funcionamento de cursos de pós-graduação lato sensu, em nível de especialização, 2007. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/rces001_07.pdf. Acesso em: 14 set. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação (MEC). Documento orientador para a superação da evasão e retenção na Rede Federal, 2014. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/component/tags/tag/publicacoes-gerais. Acesso em: 20 ago. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação (MEC). Parecer CNE/CES nº 066/2005. Aprecia a Indicação CNE/CES nº 5/2004, que propõe a alteração do caput art. 6º da Resolução CNE/CES nº 1, de 3 de abril de 2001, que estabelece normas para o funcionamento de cursos de pós-graduação. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/pces0066_05.pdf. Acesso em: 15 ago. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação (MEC). Plataforma Nilo Peçanha 2018; 2019; 2020. Disponível em: http://plataformanilopecanha.mec.gov.br. Acesso em: 16 ago. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação (MEC). Portaria nº 328, de 01 de fevereiro de 2005. Dispõe sobre o Cadastro de Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu e define as disposições para sua operacionalização. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/docman/documentos-pdf/673-sesu-port-328-0102-2005-pdf. Acesso em: 15 ago. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação (MEC). Portaria nº 713, de 8 de setembro de 2021. Estabelece diretrizes para a organização dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia e Colégio Pedro II. Disponível em: https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-n-713-de-8-de-setembro-de-2021-343837861. Acesso: 14 set. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto (MEC). Secretaria de Educação Superior. Diplomação, retenção e evasão nos cursos de graduação em instituições de ensino superior pública. MEC, 1997. Disponível em: http://www.dominiopublico.gov.br. Acesso em: 15 nov. 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Decreto nº 6.095, de 24 de abril de 2007. Estabelece diretrizes para o processo de integração de instituições federais de educação tecnológica, para fins de constituição dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia - IFET, no âmbito da Rede Federal de Educação Tecnológica. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2007/Decreto/D6095.htm. Acesso em: 23 ago. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação. Lei nº 11.892, de 29 de dezembro de 2008. Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2008/Lei/L11892.htm. Acesso em: 23 ago. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica – SETEC. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica. v. 2, n. 2, nov. 2009. Brasília: MEC, SETEC, 2009. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=4151-revista-mec&category_slug=marco-2010-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 18 ago. 2021.

BRASIL. Tribunal de Contas da União (TCU). Relatório de Auditoria Operacional em ações da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, 2012. Disponível em: https://docplayer.com.br/3230992-Relatorio-de-auditoria.html. Acesso em: 24 ago. 2021.

CANZIANI, Isabela Faraco Siqueira. Evasão dos cursos de pós-graduação lato sensu (2010-2014) da Universidade do Sul de Santa Catarina/UNISUL - Campus Sul. Dissertação (Mestrado em Administração Universitária). Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2015. Disponível em: http://bdtd.ibict.br/vufind/Record/UFSC_4d127450f95a20891fdbbf9ea134ea73. Acesso em: 16 ago. 2021.

CUNHA, E. R.; MOROSINI, M. C. Evasão na educação superior: uma temática em discussão. Revista Cocar, Belém, v. 7, n.14, p. 82-89, ago./dez. 2013. Disponível em: https://repositorio.pucrs.br/dspace/bitstream/10923/8775/2/Evasao_na_educacao_superior_uma_tematica_em_discussao.pdf. Acesso em: 20 ago. 2020.

CURY, Carlos Roberto Jamil. Quadragésimo ano do Parecer CFE nº 977/65. Revista Brasileira de Educação nº 30, 2005. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbedu/n30/a02n30. Acesso em: 21 ago. 2021.

FREITAS, Maria Aparecida de Oliveira; CUNHA, Isabel Cristina Kowal Olm. Pós-Graduação Lato Sensu: retrospectiva histórica e política atual. IX Congresso Nacional de Educação – EDUCERE e III Encontro Sul Brasileiro de Psicopedagogia. PUCPR, 2009. Disponível em: https://educere.bruc.com.br/arquivo/pdf2009/2036_1004.pdf. Acesso em: 21 ago. 2021.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

GOLDENBERG, Mirian. A arte de pesquisar: como fazer pesquisa qualitativa em Ciências Sociais. 8. ed. Rio de Janeiro: Record, 2004.

IFSP (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo). Plano de Desenvolvimento Institucional – 2019-2023. São Paulo, 2019. Disponível em: https://www.ifsp.edu.br/images/pdf/PDI1923/PDI-2019-2023_Aprovado-CONSUP-12.03.2019-valendo.pdf. Acesso em: 12 set. 2021.

IFSP (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo). Plano de Desenvolvimento Institucional – 2014-2018. São Paulo, 2013. Disponível em: https://www.ifsp.edu.br/component/content/article/91-assuntos/desenvolvimento-institucional/desenv-institucional/176-pdi. Acesso em: 23 ago. 2021.

KOWALSKI, Alcimar R.; MATTAR, João; BARBOSA, Lohayny C.; BRANCO, Lilian S. A. Evasão no Ensino Superior a Distância: Revisão da Literatura em Língua Portuguesa. EaD em Foco, v. 10, n. 2, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.18264/eadf.v10i2.983. Acesso em: 20 ago. 2021.

SANTOS JUNIOR, José da S.; REAL, Giselle C. M. A evasão na educação superior: o estado da arte das pesquisas no Brasil a partir de 1990. Avaliação, Campinas; Sorocaba, v. 22, n. 2, p. 385-402, jul. 2017. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S1414-40772017000200007. Acesso em: 20 ago. 2021.

SEMESP (Sindicato das Mantenedoras de Ensino Superior). Mapa do Ensino Superior no Brasil 2016. São Paulo: SEMESP, 2016. Disponível em: http://convergenciacom.net/pdf/mapa_ensino_superior_2016.pdf. Acesso em: 15 ago. 2021.

SEMESP (Sindicato das Mantenedoras de Ensino Superior). Mapa do Ensino Superior no Brasil 2019. São Paulo: SEMESP, 2019. Disponível em: https://www.semesp.org.br/pesquisas/mapa-do-ensino-superior-no-brasil-2019. Acesso em: 15 ago. 2021.

SEMESP (Sindicato das Mantenedoras de Ensino Superior). Instituto SEMESP. Mapa do Ensino Superior no Brasil 2021. São Paulo: SEMESP, 2021. Disponível em: https://www.semesp.org.br/mapa-do-ensino-superior/edicao-11. Acesso em: 15 ago. 2021.

SILVA FILHO, Roberto L. L. e; MONTEJUNAS, Paulo R.; HIPÓLITO, Oscar; LOBO, Maria Beatriz de C. M. A evasão no ensino superior brasileiro. Cadernos de Pesquisa, v. 37, n. 132, set./dez, 2007. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/cp/v37n132/a0737132. Acesso em: 24 ago. 2021.

SILVEIRA, Fernanda Romanezi da. A evasão de estudantes no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo: uma contribuição ao conhecimento das dificuldades na identificação de seus determinantes. 2017. 209 f. Tese (Doutorado). Universidade Estadual de Campinas, Campinas. Disponível em: http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/330452. Acesso em: 19 ago. 2021.

TINTO, Vincent. Dropout from higher education: a theoretical synthesis of recent research. S. l.: s. n., 1975. Disponível em: http://citeseerx.ist.psu.edu/viewdoc/summary?doi=10.1.1.874.5361. Acesso em: 20 ago. 2021.

VITELLI, Ricardo Ferreira; FRITSCH, Rosangela. Evasão Escolar na Educação superior: de que indicador estamos falando? Est. Aval. Educ., São Paulo, v. 27, n. 66, p. 908-937, set./dez., 2016. Disponível em: http://publicacoes.fcc.org.br/ojs/index.php/eae/article/view/4009. Acesso em: 20 ago. 2021.

Downloads

Publicado

2021-12-25

Como Citar

FAUSTINO-FERBER, Ana Paula; HAAS, Celia Maria. Motivos que levam os alunos à evasão em cursos de pós-graduação lato sensu em instituição pública de educação. Revista Labor, [S. l.], v. 2, n. 26, p. 31–55, 2021. DOI: 10.29148/labor.v2i26.72026. Disponível em: http://www.periodicos.ufc.br/labor/article/view/72026. Acesso em: 12 abr. 2024.

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.