O PROEJA no Colégio Pedro II:

Trajetória e possibilidades para o êxito de uma educação profissional politécnica e integral.

Autores

  • Leonardo Leonidas de Brito COLÉGIO PEDRO II/ PROFEPT
  • Adjovanes Thadeu Silva de Almeida Colégio Pedro II - CPII
  • Elizabeth de Jesus Moreira de Amorim Colégio Pedro II - CPII
  • Sâmia Elene Lobato dos Remedios Rede Pública Municipal do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.29148/labor.v1i24.60121

Palavras-chave:

PROEJA, Colégio Pedro II, Evasão

Resumo

O artigo traz como escopo central a apresentação de um panorama sobre a Educação Profissional de Jovens e Adultos no Colégio Pedro II, no qual, partindo da constatação-problema acerca dos elevados níveis de evasão escolar dos cursos técnicos, elaboramos a seguinte hipótese: O ensino médio integrado ofertado para o público de jovens e adultos ainda carece de uma efetiva política institucional voltada para as especificidades da EJA profissional, de forma a garantir a qualificação plena, cidadã, crítica no mundo do trabalho. Este texto está divido em quatro partes que buscam se complementar: a primeira, o escopo do Programa Nacional de Integração da Educação Profissional com a Educação Básica na Modalidade EJA PROEJA em suas bases teóricas - assentadas na perspectiva da politecnia da aprendizagem e na formação integral do indivíduo. A segunda, baseada em pesquisa empírica, apresentará a trajetória e os dados atualizados do Programa no Colégio Pedro II, desde sua implementação em 2006, a partir do diálogo entre a documentação oficial e a bibliografia especializada. A terceira dedica-se ao problema mais grave da Educação de Jovens e adultos não apenas no Colégio Pedro II, mas em toda a rede federal de Educação: os elevados índices de evasão escolar. E finalmente a quarta apresenta algumas conclusões acerca desta década e meia de PROEJA nesta instituição de ensino integrante da Rede federal de Educação, Ciência e Tecnologia.

Biografia do Autor

Leonardo Leonidas de Brito, COLÉGIO PEDRO II/ PROFEPT

Doutor em História Social pela Universidade Federal Fluminense. Professor em Regime de Dedicação Exclusiva no Colégio Pedro II (RJ). Pesquisador do Laboratório de Economia e História da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (LEHI-UFRRJ). Professor do Departamento de História do Colégio Pedro II. Docente permanente da Especialização em Ensino de História do Colégio Pedro II Docente líder do Grupo de Pesquisa " A Teoria Social de Bourdieu para a Educação: abordagens a partir da Educação Básica" credenciado na Pro Reitoria de Pós Graduação, Pesquisa, Extensão e Cultura do Colégio Pedro II e no diretório de Grupos de Pesquisa do CNPQ, desde novembro de 2018. Vencedor do prêmio melhores teses do PPGH/UFF 2017. Docente permanente do Programa de Pós Graduação em Educação Profissional e Tecnológica (Mestrado -PROFEPT) Coordenador Institucional Local do PROFEPT- CPII no biênio 2020- 2022. 

Adjovanes Thadeu Silva de Almeida, Colégio Pedro II - CPII

Possui graduação em História pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1994), mestrado em Educação pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2000) e doutorado em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2009). Atualmente é professor do Colégio Pedro II, Desde o início do ano letivo de 2018 é o coordenador geral do departamento de História. Docente permanente do Programa de Pós Graduação em Educação Profissional e Tecnológica (Mestrado - PROFEPT). Professor Titular do departamento de História do Colégio Pedro II.

Elizabeth de Jesus Moreira de Amorim, Colégio Pedro II - CPII

Possui Licenciatura em História pelo Centro Universitário Moacyr Sreder Bastos (2007) e Especialização em Ensino de Historia pelo Colégio Pedro II (2018), Mestranda em Educação Profissional e Tecnológica pelo ProfEPT - Colégio Pedro II - Campus São Cristóvão (previsão de conclusão em 2022). Atualmente é assistente administrativo educacional - Colégio Pedro II. Tem experiência na área de História, com ênfase em História.

Sâmia Elene Lobato dos Remedios, Rede Pública Municipal do Rio de Janeiro

Possui graduação em Letras (Português e Inglês) pela Faculdade Machado de Assis (2013). Fez pós-graduação lato sensu em Literaturas Portuguesa e Africanas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2015) e em Neuropsicopedagogia Clínica pela Faculdade Cidade Verde (2019). É professora de Língua Portuguesa do Ensino Fundamental da Rede Municipal de Ensino do Rio de Janeiro. Possui experiência na área de educação, linguística e literaturas. Atualmente está cursando Mestrado em Educação Profissional e Tecnológica pelo ProfEPT no Colégio Pedro II. 

Referências

Documentos

BRASIL. Decreto nº 5.154, de 23 de julho de 2004. Regulamenta o § 2º do art. 36 e os arts. 39 a 41 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, e dá outras providências. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, 2004, p. 18, 26 jul. 2004.

_________. Decreto nº 5.478, de 24 de junho de 2005. Institui, no âmbito das instituições federais de educação tecnológica, o Programa de Integração da Educação Profissional ao Ensino Médio na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos – PROEJA. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 27 jun. 2005. Seção 1.

__________. Decreto nº 5.840, de 13 de julho de 2006. Institui, no âmbito federal, o Programa Nacional de Integração da Educação Profissional com a Educação Básica na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos – PROEJA, e dá outras providências. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 14 jul. 2006a. Seção 1.

____________. Programa Nacional de Integração da Educação Profissional com a Educação Básica na Modalidade de Educação Jovens e Adultos. Documento Base. MEC. Brasília, agosto/2007.


COLÉGIO PEDRO II (CPII). Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI), 2019 – 2023. Rio de Janeiro, 2019.

________________. Plano Político-Pedagógico Institucional (PPPI), 2017 – 2020. Rio de Janeiro, 2018.

Livros, teses e artigos:

CASTRO, Rogério Cunha. Nem prêmio, nem castigo! A Escola moderna como ação revolucionária dos sindicatos operários durante a Primeira República (São Paulo, 1909-1919). Programa de Pós Graduação em Educação – PROPED/UERJ. 2014. 233 f.

DINIZ, C. S. Evasão Escolar no Ensino Médio: causas intraescolares na visão do aluno. Dissertação (Mestrado). UNA: Belo Horizonte, 2015. 147 f.

FERRER Y GUARDIA, F. A Escola Moderna. São Paulo. Biblioteca Terra Livre. 2014. 153 f.

GALLO, Silvio. Pedagogia do Risco: experiências anarquistas em educação. Campinas. Papirus. 1995. 191 f.

KOSIK, Karek. Dialética do Concreto. Rio de Janeiro. Paz e Terra. 1976. 230 f.

LEHER, Roberto. Universidade e Heteronomia Cultural no Capitalismo Dependente. Rio de Janeiro. Consequência. 2018. 216 f.

MAGALHÃES [et al]. Os Anos Lula – contribuições para um balanço crítico 2003-2010. Rio de Janeiro. Garamond. 2010. 424 f.

PROUDHON, Pierre J. Da Justiça na Revolução e na Igreja – Filosofia, Justiça e Politecnia da Aprendizagem. São Paulo. Intermezzo editorial. 2019.

OLIVEIRA, Ronaldo Efigênio de. Evasão Escolar no Campus Arraial do Cabo - IFRJ: uma análise do Curso Técnico em Informática Integrado ao Ensino Médio. 2019. Dissertação (Mestrado em Educação Profissional e Tecnológica).
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense. Campos dos Goytacazes - RJ: 2019 111 f.

RAMOS, Marise. Ensino médio integrado: concepção e contradições. Paper para discussão. S.d.
______________. “Implicações Políticas e Pedagógicas da EJA integrada à Educação Profissional”. Educação e realidade. v. 35, n. 1 (2010).

SANTOS, Beatriz Boclin Marques [et al]. Memória Histórica do Colégio Pedro II: 180 anos de história na educação do Brasil. Rio de Janeiro: Colégio Pedro II, 2018.

SOUZA, Jessé. Subcidadania brasileira: para entender o país além do jeitinho brasileiro. São Paulo. Leya. 2018. 207 f.

Downloads

Publicado

2020-10-19

Como Citar

BRITO, Leonardo Leonidas de; ALMEIDA, Adjovanes Thadeu Silva de; AMORIM, Elizabeth de Jesus Moreira de; REMEDIOS, Sâmia Elene Lobato dos. O PROEJA no Colégio Pedro II: : Trajetória e possibilidades para o êxito de uma educação profissional politécnica e integral. Revista Labor, [S. l.], v. 1, n. 24, p. 123–148, 2020. DOI: 10.29148/labor.v1i24.60121. Disponível em: http://www.periodicos.ufc.br/labor/article/view/60121. Acesso em: 25 abr. 2024.

Edição

Seção

Dossiê

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.